15 de junho de 2024 Atualizado 17:54

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cultura

Documentário aborda desaparecimento de Priscila Belfort, irmã de Vitor Belfort; relembre o caso

Por Agência Estado

05 de junho de 2024, às 18h41

O Disney+ está preparando o lançamento de sua primeira série brasileira do gênero true crime, que se debruçará sobre o desaparecimento de Priscila Belfort, crime que parou o Brasil há 20 anos. A plataforma ainda não confirmou a data de estreia.

A irmã do lutador Vitor Belfort, que atuava como servidora na Secretaria Municipal de Esportes e Lazer do Rio de Janeiro, foi vista pela última vez em 2004, quando saía do trabalho para almoçar. Desde então, boatos e denúncias deram contornos de mistério para a história ainda sem conclusão judicial.

Após dois dias sem ter notícias de Priscila, a família denunciou o desaparecimento à polícia. Não houve qualquer pedido de resgate. O caso ganhou bastante repercussão midiática por causa de Vitor, que, na época, despontava na carreira como lutador e estava recém-casado com Joana Prado, a ex-Feiticeira.

Mistério

Desde o desaparecimento, muito se especulou sobre os motivos que levaram Priscila a não ter sido mais vista: de confusão mental, pois ela já havia apresentado lapsos de memória, a dívidas por uso de drogas, devido a uma denúncia feita em 2007. Na época, uma mulher se entregou à polícia afirmando que ela e um grupo de pessoas tiveram envolvimento no assassinato de uma vítima que, supostamente, seria a ex-servidora.

A família negou que Priscila tivesse envolvimento com drogas e disse não acreditar que ela possa ter se envolvido em dívidas para proteger algum ex-namorado. Na época, o lutador afirmou que a família forneceu para a Delegacia Antissequestro do Rio de Janeiro os nomes de todos os ex-namorados da irmã. Belfort disse que teve pouco contato com o namorado de Priscila na época em que ela desapareceu, e afirmou desconhecer qualquer envolvimento dele com drogas.

A polícia trabalhava com a hipótese de homicídio, mas a família não descarta que ela possa estar viva. Após investigações, as suposições foram descartadas e o caso foi arquivado.

Com o anúncio da série, o caso foi reaberto pelas autoridades cariocas. A produção conta com apoio da família, que cedeu horas de imagens de arquivos para o Disney+.

No Dia Nacional da Pessoa Desaparecida, em 30 de agosto, Vitor Belfort compartilhou uma publicação em suas redes sociais conscientizando a respeito do caso e de outras pessoas desaparecidas. “É uma dor muito grande muito grande para as famílias. Muitas crianças, famílias, mulheres que não sabem onde se encontram. Acontece todo dia e a vítima pode ser qualquer pessoa. A conscientização é poder dividir com todo mundo. É lembrar que tem mães que estão enterrando o seu filho por anos, como a minha mãe”, publicou.

Publicidade