Grupo de Americana se destaca durante festival na Argentina

Após rodar mais de mil quilômetros em micro-ônibus, a Authentic Hip Hop conquistou oito prêmios no Danzas Del Mercosur


O grupo de dança americanense Authentic Hip Hop venceu competidores de diversos países da América do Sul e faturou oito prêmios no Festival de Danzas Del Mercosur, realizado na cidade de Puerto Iguazú, na Argentina, entre os dias 4 e 8 de setembro. A competição, que em 2019 chegou à sua 25º edição, reuniu participantes do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Matheus Soares Barbosa Lima, de apenas 6 anos, ficou em primeiro lugar na categoria Solo Baby. Em parceria com Otávio Piva Vieira, 7, ele também venceu na categoria Duo Baby, Já na categoria Juvenil, Brayan Yuki faturou a primeira colocação na categoria Solo, enquanto Emily Rodrigues ficou com a prata. Na categoria Duo, a dupla venceu os demais competidores com a coreografia “Funk Styles”.

Foto: Divulgação
Após arrecadar dinheiro para a viagem, Authentic Hip Hop foi primeira colocada em diferentes categorias, da Baby à de adultos

O Authentic Hip Hop ainda ganhou na categoria Grupo Juvenil, ficou em segundo lugar na categoria Solo Adulto e faturou o Prêmio de Destaque, que elegeu Brayan Yuki o melhor bailarino da noite. Essa foi a segunda vez que o grupo participou da competição na Argentina, mas a primeira em que conseguiu faturar tantos prêmios.

“Ficamos muito felizes com o resultado que alcançamos”, avaliou o professor, correógrafo e idealizador do grupo, Anselmo Lima. “Estamos fazendo um trabalho intenso desde o início do ano, treinando durante o ano todo e nos preparando. Fomos preparados para ganhar realmente, mas superar dançarinos tão bons de tantos países foi algo muito positivo para nós”.

Chegar ao festival argentino, no entanto, não foi tarefa fácil. Durante vários meses, o grupo americanense realizou festas, aulas e workshops para arrecadar dinheiro para a viagem. O grupo, então, embarcou num micro-ônibus e percorreu mais de mil quilômetros, num trajeto de quase 14 horas, para desembarcar em Puerto Iguazú. “Foi bem difícil, contamos muito com a ajuda dos familiares. É sempre muito difícil juntar o dinheiro necessário para esse tipo de viagem. Mas o resultado foi ótimo, graças ao talento e esforço do grupo”.

O grupo americanense se apresentou no último sábado, dia que o festival dedicou exclusivamente às danças urbanas. Ao todo, cerca de 152 coreografias foram apresentadas. “Foram grupos de alta qualidade de vários países, mas conseguimos esse reconhecimento”, completou Lima.

E a próxima competição já está marcada: o Meeting Hip Hop, que acontece entre os dias 25 e 27 de outubro, dessa vez, no entanto, em uma cidade bem mais próxima: Jaguariúna.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora