27 de setembro de 2020 Atualizado 10:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Vencedores vencem dores

Por Katya Forti

25 ago 2020 às 07:49 • Última atualização 25 ago 2020 às 07:50

Sim, há tesouros escondidos por aí. E do outro lado do arco-íris está à nossa espera um lindo pote de mel.

A recompensa mais que merecida, por toda a nossa luta para alcançar objetivos.

Pouquíssimos os que renascem, como se diz em “berço de ouro”, onde tudo vem relativamente fácil, sem esforços, em decorrência de uma herança abastada.

99% da população precisa se dedicar e muito para chegar onde deseja e realizar seus sonhos.

E ao longo da caminhada, cada gota de suor, cada aborrecimento, cada contrariedade, vale a pena.

E tornam-se pontes para que a felicidade nos encontre e nos abrace, no momento oportuno.

Assim como a palavra crise revela outra plenamente positiva, ao retirar a letra s, a palavra vencedores traz consigo forte mensagem motivacional. Exatamente o que diz o título deste artigo.

Recordo agora do filme “Jamaica abaixo de Zero”. Roteiro que nos envolve do início ao fim e, apesar de ser uma comédia, nos ensina preciosas lições de superação.

São quatro atletas jamaicanos com um sonho até então impossível: participar das Olimpíadas de inverno com trenó na neve. Com a ajuda de um ex-campeão, meio fora de forma, eles embarcam nesta aventura.

Deixam os trópicos e vão aos jogos de 1988 competir pela medalha de ouro, num esporte que nunca praticaram. Contando com a força de vontade e a coragem de cada um, eles tornam-se heróis, chamando a atenção do mundo inteiro para a corrida de trenós.

E a cena final vale o filme: após um acontecimento imprevisto, eles se levantam e, com muita dignidade, motivados pelas palavras de incentivo do líder da equipe – “precisamos completar o percurso” -, com o trenó sobre os ombros, chegam ao ponto de largada, aplaudidos pelo gesto de humildade.

Katya Forti é pedagoga

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.