23 de abril de 2024 Atualizado 17:35

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Painel Político

Veja as notas do Painel Político desta quarta-feira (28)

Uma moção de repúdio contra fala do presidente Luiz Inácio Lula da Silva provocou discussão entre Marschelo Meche (PL) e Professora Juliana (PT)

Por Redação

28 de fevereiro de 2024, às 09h43

Jovens fazem manifestação por projeto sobre cotas em Santa Bárbara

Um grupo com cerca de 20 jovens da JPI (Juventude Progressista do Interior) fez uma manifestação na sessão da Câmara de Santa Bárbara d’Oeste, nesta terça-feira (27), pedindo a aprovação do projeto de lei da vereadora Esther Moraes (PL), que reserva 20% das vagas oferecidas para as pessoas candidatas autodeclaradas pretas, pardas ou indígenas nos concursos públicos para empregos dos poderes Executivo e Legislativo na cidade. Wilson Reis, membro do grupo, defendeu que essa é uma possibilidade de construir uma sociedade para a juventude com a população barbarense diversa e incluída em todos os espaços públicos. Cristiani Azanha

Problema de internet deixa início de sessão fora do ar

Um problema na operadora de internet deixou o início da sessão da Câmara de Santa Bárbara desta terça fora do ar, tanto nas transmissões pelo YouTube como nas emissoras de rádio. O LIBERAL apurou que a situação já estava ocorrendo desde o dia anterior. Alguns funcionários da empresa estiveram na Casa, mas não teriam conseguido resolver a questão. A sessão começou somente com a gravação, cujo conteúdo seria disponibilizado mais tarde. No entanto, depois de cerca de 30 minutos, o serviço foi restabelecido na internet e no rádio e a reunião voltou a ser transmitida. Cristiani Azanha

Moção contra Lula gera bate-boca, mas tem votação adiada

A moção de repúdio contra a fala do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que comparou a reação de Israel aos ataques do Hamas ao Holocausto, provocou uma discussão entre o autor da indicação, o vereador Marschelo Meche (PL), e a Professora Juliana (PT), na sessão desta terça na Câmara de Americana. Enquanto Meche defendeu que o comentário acabou por ferir as boas relações diplomáticas do povo brasileiro com o israelita, Juliana argumentou que a moção foi movida por oportunismo de determinadas lideranças de extrema direita que tem investido em desinformação. A moção foi adiada a pedido do parlamentar Vagner Malheiros (PSDB). Cristiani Azanha

O vereador Marschelo Meche – Foto: Câmara de Americana

Redação

Seção abastecida pelos jornalistas do LIBERAL com informações e bastidores da política de Americana, Santa Bárbara e região.