15 de junho de 2024 Atualizado 17:54

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Blog da Redação

Um olhar sobre Americana

Lembro-me de, no início dos anos 2000, quando estudante do Colégio Dom Pedro II, que deixava a escola e descia a pé até o terminal urbano

Por João Colosalle

27 de agosto de 2023, às 10h04

Lembro-me de, no início dos anos 2000, quando estudante do Colégio Dom Pedro II, que deixava a escola, na Rua Álvaro Ribeiro, e descia a pé pela 12 de Novembro, até o antigo terminal urbano. De lá, tomava um ônibus rumo à zona leste barbarense, onde morei por 28 anos.

A origem daquele pedaço de cidade, entremeado pela Avenida Antonio Lobo, pela linha férrea e pelo Ribeirão Quilombo, sempre me intrigou, mas demorei longos anos para ter noção de que passava, diariamente, por onde a Americana de hoje começara.

Há 12 anos, desde que me tornei um jornalista do LIBERAL, meu olhar sobre a cidade, de mera contemplação, mudou. Hoje, quando passo por avenidas, reparo na conservação e na qualidade do asfalto.

Pelos bairros, observo a resistência de antigos e históricos imóveis e vejo, a partir do horizonte de pontos como o Jardim Colina ou o Viaduto Centenário, como Americana não para de se verticalizar. Nas conversas de família ou entre amigos, não raro estou medindo mentalmente a opinião das pessoas sobre a cidade – e daí, surgem pautas que se tornam reportagens no LIBERAL.

Com a curiosidade de uma criança, comecei a juntar há algum tempo todo tipo de conteúdo sobre a história de Americana. Recortes de jornais do início do século passado, estudos sobre o desenvolvimento do município, informativos socioeconômicos, e outras coisas do tipo.

Quando desço da Redação ao acervo do jornal para alguma pesquisa, sou capaz de permanecer horas lendo colunas sociais, notas de política e anúncios publicitários.

Há alguns anos, surgiu-me a ideia de recontar a história de prefeitos que governaram Americana. A pandemia atrapalhou tudo. Mas não desisti e aceito todo tipo de colaboração para o projeto. Sinto falta de um livro que pudesse contar às pessoas, com boa linguagem e grande precisão, a história da cidade. Quem sabe não me meta a isso, qualquer dia desses…

Como jornalista, passei a ter um olhar mais crítico em relação ao município no qual me criei e no qual hoje vivo. Minha disposição em perseverar no Jornalismo – que vive tempos de provação, sob tantas críticas e ataques – vem muito da missão que carrego comigo de transformar Americana e região em um lugar melhor para se viver.

Seja mostrando um problema como um vazamento que afeta uma família ou expondo uma irregularidade que prejudica muita gente.

Tarefas que fazem parte da rotina jornalística, mas que, para mim, têm um significado maior do que isso. É como se, de certa forma, eu estivesse retribuindo o que Americana já me deu.

O período pós-pandemia me tornou mais otimista quanto ao futuro da cidade. Vejo Americana num bom caminho, sob a gestão de um funcionalismo público que me parece competente e habitada por cabeças empreendedoras e solidárias. Para os problemas que temos, há soluções que dependem apenas de esforços como sociedade.

Espero que este futuro promissor se concretize e que, de alguma forma, eu possa continuar colaborando. Americana merece.

João Colosalle
Editor-Executivo
joão@liberal.com.br

Redação do LIBERAL

O Blog da Redação traz conteúdos feitos pelos jornalistas e colaboradores do LIBERAL, com bastidores de pautas e dicas de entretenimento.