22 de outubro de 2020 Atualizado 17:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

A Cidade É Nossa

Todo mundo está no escuro

Por J.C. Nascimento

07 out 2020 às 08:28

Seu Quinzinho “adivinha” que no momento está todo mundo no escuro com as possibilidades de cada candidato à prefeitura. Aliás, está na hora de algum órgão apresentar uma pesquisa, mas que seja séria.
· · ·
O percentual de erro nas pesquisas é outro. Antes era de 2% pra baixo ou pra cima. Agora passaram para 3% ou 4%. É inflação, pergunta Free Lancer.
· · ·
Rivachin costumava andar com os óculos “para perto” dependurado na altura do peito. Sempre depois de abraçar alguém que era costume os óculos ficavam “deformados”.
· · ·
Amigo seu sugeriu que passasse a usar nas costas e na hora que precisasse então colocaria no rosto. Gostou da ideia e mudou, mas não é que o amigo além de abraçá-lo deu uns tapas nas costas e lá se foram os óculos.
· · ·
Osnofa pergunta sua preferência: Carlozão de quase 40 ou ventão do último fim de semana?
· · ·
Fiéis ouviam a transmissão da Santa Missa. Quase ao final a rádio cortou a missa porque passava do horário. De quem foi o pecado, pergunta Madrecita.
· · ·
Nossas ruas: Eduardo da Silva Medon (Jardim Santa Sofia). Português, radicado no Brasil em 1913. Farmacêutico, político, suplente de delegado de Polícia. Participou do movimento emancipação do município. Lutou na Revolução Constitucionalista de 1932 (PM)
· · ·
Ficamos por aqui. Antes, tio Amin gostou do novo trajeto vindo do bairro para o Centro. Parece que vai funcionar. A única queixa é contra os apressadinhos de sempre.

J.C. Nascimento

Coluna assinada pelo jornalista e corretor J.C. Nascimento. Há mais de 40 anos contando causos de Americana por meio de personagens já conhecidos do público.