18 de junho de 2021 Atualizado 20:00

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Patrik Camargo Neves

Te espero por aqui

Acredito sinceramente que os grandes debates só existem quando precedidos de grandes questionamentos, discordâncias e bons argumentos

Por Patrik Camargo Neves

17 Maio 2021 às 08:43 • Última atualização 17 Maio 2021 às 09:08

A incumbência de escrever uma coluna periódica no LIBERAL, maior e mais tradicional jornal de Americana, não é simples. Além de colocar minhas ideias para serem analisadas por um público que lê e, portanto, pensa, ainda me coloca frente a frente com o desafio de não ser entendido ou das pessoas discordarem completamente do que eu vou escrever.

Não tenho receio que discordem de mim. Acredito sinceramente que os grandes debates só existem quando precedidos de grandes questionamentos, discordâncias e bons argumentos. E sobre não ser entendido, eu mesmo não me entendo na maioria das vezes, então tudo continuará dentro do planejamento que nunca foi feito.

Meu compromisso será trazer para os leitores o pouco que sei depois de depurar a confusão dos meus conceitos previamente testados e validados pela minha experiência. Analisando minha história e carreira, acredito que estou muito mais apto a falar de direito e negócios do que de filosofia ou reflexões do cotidiano, embora não raras vezes estes últimos temas me interessem muito mais do que os primeiros. Por isso, vou tentar misturar um pouco de cada coisa, porque não há negócios sem direito, direito sem filosofia e ambos sem aplicações e influência direta do cotidiano.

Arte de Alexandre Bassora – Foto: Divulgação

E sobre os temas, sobre o que tratar? Isso definitivamente não preocupa. O fato de ser advogado e empresário no Brasil são fatores mais do que suficientes para que nunca faltem assuntos. Pode apostar: nenhum país do mundo proporciona tanta disparidade entre que deveria ser e o que realmente é o ambiente jurídico e empresarial. Não há nada parecido com o abismo que separa o Poder Judiciário dos anseios e necessidades da sociedade, ou com a hostilidade do ambiente empresarial e a carência de competências específicas e condições financeiras e estruturais dos empresários brasileiros.

Nosso País, suas leis, o ambiente onde tais leis são aplicadas, seu sistema de impostos, registros, carimbos, autarquias, portarias, normativos, e muitos outros que ninguém conhece, é um paraíso para quem se propõe a analisar, mas não precisa ou não quer correr o risco de concluir.

Porque se eu tiver que concluir alguma coisa, serei obrigado a jogar a toalha, a não ser que me seja permitido concluir que não dá para concluir nada.

Em linhas gerais, espero poder trazer para o leitor questões jurídicas e empresariais que instiguem seus pensamentos, que o façam refletir sobre o colossal desafio de empreender, gerar empregos, movimentar a economia, pagar as contas, ter lucro e seguir as leis. Veremos a partir da próxima coluna como isso acontece – se acontece.

Patrik Camargo Neves

Advogado de Americana, especialista em direito empresarial, aborda o cotidiano e os desafios de empreender em textos às segundas