28 de outubro de 2020 Atualizado 08:14

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Sorriso ébano que ficou na memória

Por Katya Forti

08 out 2020 às 08:02 • Última atualização 08 out 2020 às 08:03

Sim, há momentos que são inesquecíveis em nossas vidas. E deste, em especial, eu me lembro como se fosse hoje. Era uma ensolarada manhã de sábado. Eu caminhava pela calçada de uma avenida central de nossa cidade, em frente a um lava rápido, quando o portador deste sorriso ali estava, ocupando-se com sua tarefa.

Por ser um local aberto, e pela proximidade de onde me encontrava, passei em sua frente, no exato momento em que ele jogava água no veículo, para retirar a espuma. Aquele jato, em abundância, naquela circunstância, fora refrescante, devido ao calor excessivo. Algumas gotas me atingiram e ao perceber o ocorrido, ele sorriu.

Tão natural, tão espontâneo, que ficou gravado em minha tela mental. Um rapaz moreno, e muito lindo realmente. Fiquei encantada por sua beleza e aquele sorriso ocupou meus pensamentos por vários dias.

Não sei dizer com exatidão, o período de tempo em que passei em frente ao mesmo local, depois disso, ocasionalmente, para ver se ele estava por ali, porém, não tive mais a oportunidade de um reencontro. Fora uma única vez. Aquela fração de segundos que o destino proporcionou.

E é muito interessante como a mente registra as experiências vividas. Literalmente o que podemos chamar de um arquivo confidencial da alma. Este encontro casual, foi há alguns anos.

Nunca mais o vi, desde então. Mas o lindo sorriso ébano que ele esboçou tão espontaneamente, eu jamais esqueci. Na impecável interpretação de Alcione, lendária “Marrom”, lembramos alguns trechos de canção bastante conhecida: “Meu ébano”. “É você é um ébano lábios de mel. Um príncipe negro feito a pincel. É só melanina cheirando à paixão… A sensualidade da raça é um dom. É você meu ébano, é tudo de bom”.

Katya Forti é pedagoga e autora

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.