03 de agosto de 2020 Atualizado 16:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Blog da Eclética - por Jucimara Lima

Sem cerimônias com: Thiago Gandra

Por Jucimara Lima

29 jul 2020 às 11:44

Nos bastidores da moda, o stylist Thiago Gandra em atuação - Foto: Arquivo Pessoal

Thiago Gandra é produtor, formado em moda, estilismo e coordenação de moda. Nascido e criado em Americana, ele pode ser considerado um pioneiro, por aqui. O talento, Thiago descobriu ainda muito pequeno, quando rabiscava vestidos de noiva, entre as máquinas de costura da mãe. Atualmente, ele mora em São Paulo e é stylist, ou seja, atua como profissional responsável por criar imagem de moda, em campanhas, figurino para cinema, publicidade, editorias de revista, entre outras ações dentro desse universo. Eclética bateu um papo com ele. Confira!

O que é moda para você?
Moda pra mim, é comportamento, é expressão artística. Vai além da roupa, é a construção de imagem que se eterniza socialmente em um determinado período. É ela que fica para a história.

Atualmente, como você enxerga a moda masculina?
Hoje a moda masculina é muito versátil. Na verdade, o homem se permitiu mais ousadia em estampas, recortes, shapes e as marcas investem muitos milhões no seguimento.

Uma vez ouvi uma pessoa dizendo que as mulheres no interior se vestem melhor para as festas do que as mulheres da capital. Você concorda com essa declaração?
Não concordo. Às vezes, as mulheres no interior ficam presas na mesma referência no mesmo mood até parece um pensamento coletivo. O ideal é procurar o equilíbrio. Um bom profissional pode ajudar. Na make e cabelo, sinceramente vejo coisas que me dão arrepios (risos).

Quem é uma referência de elegância em sua opinião?
Posso citar vários nomes como Tilda Swinton, com toda sua androginia, Viola Davis, Cássia Ávila, Lupita Nyong’o e Seu Jorge.

Acredita que a moda de verdade é atemporal?
Sim! A roupa bem costurada com repertório jamais é esquecida.

A moda é realmente democrática?
A moda é democrática sim, porém é necessário ter bom-senso. Desde que as pessoas não a rotulem pelo biotipo, pela cor da pele e pela orientação sexual.

É possível demonstrar personalidade através da moda?
Claro! se você segura o look vai em frente.

Moda tem que ser cara?
Não, Moda tem que ter conceito, repertório, tem que ser consciente e responsável.

É possível estar na moda gastando pouco?
Com certeza! Além das lojas de departamento, que são super populares, para quem gosta de uma imagem mais consistente pode fazer uso do upycling vasculhando looks incríveis em brechós criando imagens de vanguarda.

A sustentabilidade é um conceito que tem se espalhado para todas as áreas, ela também chegou na moda? Como aliar sustentabilidade com consumismo?
Sustentabilidade é palavra de ordem pra ontem, existem fibras naturais que não agridem o meio ambiente, tecidos tecnológicos, aliados ao slow fashion e comportamento coletivo.

Apesar de morar e atuar em grandes mercados, você está sempre fazendo produções aqui em nossa região. É bom poder atuar em casa?
Sim, ao menos duas vezes no mês estou na região. Tenho clientes que já viraram amigos e devo muito o meu crescimento profissional a eles, que deram aquele empurrão e disse – vai voar menino você é grande!

O que o Thiago Gandra que foi voar, traz quando volta para cá?
Profissionalismo, respeito com toda equipe de trabalho e experiência de um mercado muito concorrido como é a capital.

Para quem ainda não descobriu seu próprio estilo, que conselho você daria?
Autenticidade! Existem marcas e conceitos que conversam com públicos diferenciados, então procure o look que fale com sua essência.

E para finalizar, o que você diria para alguém que está sonhando trilhar um caminho parecido com o seu no mundo da moda?
Faça muita assistência, tenha um olhar crítico, observe muito como funciona todo processo e respeite as pessoas.

Jucimara Lima

Blog da colunista social do LIBERAL, Jucimara Lima, com notícias e informações sobre Americana e região!