05 de agosto de 2020 Atualizado 10:10

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Presidente que pisou na bola

Por Oswaldo Vicentin

21 Maio 2020 às 08:14

Muitos presidentes deste País lutaram para conseguir dar uma justa distribuição de renda para a grande massa desempregada, sofrida com falta de hospitais, medicamentos e outras necessidades. Eles não conseguiram porque sempre foram barrados pelo Congresso ou por medo de ultrapassar o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Dilma fez distribuição de renda, mas caiu porque infligiu essa lei.

Agora, e infelizmente ou felizmente seja por causa da pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro obteve ajuda de todos os setores econômicos como bancos,  Congresso e indústrias. Apesar de forçado pela guerra da Covid-19 este governo teve de tomar uma atitude benevolente ao povo, o que nunca aconteceu desde 1500. Após vencermos essa batalha pandêmica, com certeza a grande massa será melhor amparada. Todavia, nosso presidente como sempre digo e dizia, estaria com a faca e o queijo na mão. Seria só saber comer.

Bolsonaro tinha tudo para se tornar um dos maiores presidentes e ser reeleito, já que este é seu sonho. Entretanto, pelo andar da carruagem, este seu sonho pode ter acabado.

E, talvez e por ser mal assessorado pelos filhos, quis blindar processos e não seguiu os conselhos de cientistas, médicos nacionais e internacionais. Ele ainda demitiu vários ministros que o ajudaram a se eleger. Pisou na bola. E como venho dizendo em minhas matérias (e o jornalista José Datena confirmou), Jair deu tiro no próprio pé.

Ainda mais agora nesse momento de crise, de angústia de tantas famílias, em que mais da metade do povo brasileiro fica dentro de suas casas para evitar uma desgraça maior. Agora que os brasileiros de grande coração se solidarizam, se ajudam, nas necessidades e na dor. Agora era a hora mais sublime de um presidente chegar junto, colocar uma máscara, passar gel e dar palavras de consolo.

Assim fazem e fizeram os maiores presidentes da história. Só Bolsonaro não sabe. Seus inimigos não são Lula, PT, Rodrigo Maia, João Doria e outros oponentes. O maior inimigo de Bolsonaro é Jair Bolsonaro. Ele pisou na bola e deixou de marcar o gol!

*Oswaldo Vicentin é escritor

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.