25 de junho de 2022 Atualizado 21:50

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Pelas Páginas da Literatura

‘Os Miseráveis’: uma experiência para a vida

Blog Pelas Páginas da Literatura fala sobre a experiência de ler o clássico francês de Victor Hugo

Por Marina Zanaki

21 de junho de 2022, às 09h18

Comecei a ler “Os Miseráveis”, de Victor Hugo, em fevereiro. Era verão, os dias estavam quentes e chuvosos. Terminei em junho, em uma noite gelada às vésperas do inverno. Foi uma verdadeira experiência literária ler mil e quinhentas páginas ao longo de quatro meses. É uma leitura que vou levar comigo por toda a vida.

Trata-se de uma grande história, com muitas viradas e personagens inesquecíveis. Fantine, Cosette, Marius, Gavroche, Javert e Jean Valjean foram meus companheiros nos últimos meses, e pude acompanhar seu amadurecimento. Todos eles vivem trajetórias plenas, repletas de momentos tristes e felizes, assim como qualquer vida humana.

Mas nem tudo foi tranquilo nessa leitura. Victor Hugo faz digressões históricas, sendo a mais famosa delas a passagem sobre a Batalha de Waterloo. Me preparei para esse trecho, buscando contexto histórico, o que ajudou a atravessá-lo. Mas existem várias passagens que demandam conhecimento da História da França, e confesso que patinei em vários capítulos.

Se eu pudesse deixar uma dica a quem tem interesse em ler esse clássico é fazer um grande mergulho nos acontecimentos pós-Revolução Francesa, como o governo de Napoleão Bonaparte, os reis que assumem durante a Restauração Francesa e a Rebelião de Junho de 1832. Esse último evento, inclusive, está no centro da melhor parte do livro na minha opinião, o capítulo chamado “A Guerra Entre Quatro Paredes”.

As muitas histórias e trajetórias presentes em “Os Miseráveis” se unem por um único tema: o sofrimento humano decorrente da miséria. A pobreza perpassa a vida de todos os personagens, afetando suas existências de maneira definitiva.

Em alguns aspectos, o livro se restringe a um retrato do momento histórico, mas sua mensagem geral transcende a França do século XIX e faz dele o clássico que é. Pesquisa divulgada no no início do mês pela Rede Penssan revela que 33 milhões de pessoas estão passando fome no Brasil em 2022. Em um país onde 58% da população vive com insegurança alimentar, “Os Miseráveis” é um alerta sobre a degradação humana pela pobreza.

Marina Zanaki

Repórter do LIBERAL, a jornalista Marina Zanaki é aficionada pela literatura e discutirá, neste blog, temas relacionados ao universo literário.