15 de julho de 2024 Atualizado 14:53

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Cotidiano & Existência

Oração

Por Gisela Breno

05 de junho de 2024, às 11h23

A oração, em sua essência mais pura, é uma prática universal que transcende culturas, religiões e tempos. É um ato de conexão profunda, um momento em que o ser humano se permite entrar em contato com o Divino, consigo mesmo e com o Universo. É um ato de fé, de entrega e de amor.

Quando oramos, abrimos um espaço sagrado dentro de nós, onde as palavras fluem não apenas como um pedido, mas como um diálogo sincero e íntimo com Aquele que tudo criou. É nesse espaço, que encontramos conforto nas horas de angústia, esperança nos momentos de desespero e gratidão nos dias da existência.. A oração nos lembra que não estamos sozinhos, que há uma força maior guiando nossos passos, mesmo quando o caminho parece obscuro.

A ciência tem demonstrado que a oração pode trazer benefícios concretos à nossa saúde mental e física, pois ela contribui para a liberação de neurotransmissores relacionados com o prazer e o bem-estar, como a endorfina e a dopamina, o que pode ajudar a reduzir o stress e a ansiedade e proporcionar uma sensação de paz.

Além disso, certas áreas do cérebro associadas à empatia e à compaixão também podem ser ativadas durante esses momentos, em que ocorre, igualmente uma sensação de conexão com algo maior que cada um de nós.

Participo, todo primeiro sábado do mês, na Paróquia do Senhor Bom Jesus, em Americana, do Movimento Mães que oram pelos filhos, onde os nossos, e os das mães do mundo todo, são colocados sob a proteção e os cuidados de Deus.

Não é pelas conclusões da Ciência, fundamental para o desenvolvimento e bem estar da humanidade, que eu, bióloga de formação, me junto a outras mães; mas porque, nesses momentos sinto fortemente a luz que brilha nos escuros de minha alma, a voz suave, que acalma meus temores, a presença silenciosa, que me acompanha em todos os passos da minha jornada e, por crer firmemente que, enquanto as mães estiverem de joelhos, nossos filhos estarão em pé.

Gisela Breno

Professora, Gisela Breno é graduada em Biologia na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e fez mestrado em Educação no Unisal (Centro Universitário Salesiano de São Paulo). A professora lecionou por pelo menos 30 anos.