15 de junho de 2024 Atualizado 01:27

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Saúde em Pauta

O que é a rabdomiólise, doença que pode afetar esportistas

Doença está relacionada a exercícios físicos de alta intensidade; entenda os sintomas e o tratamento

Por Paulo Renato Monteiro da Silva

29 de janeiro de 2024, às 11h02

Volta e meia surgem notícias sobre uma doença que afeta os rins e está relacionada ao esforço físico exagerado. Recentemente, vimos uma pessoa ter alta da UTI (felizmente) devido a essa situação.

Treinos intensos com cargas elevadas e em alta frequência aliados a eventuais movimentos errados podem causar desgaste das fibras musculares. E quando isso ocorre, as células musculares morrem e substâncias que estavam dentro dessas células são liberadas para a corrente sanguínea.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A principal delas é uma proteína chamada de mioglobina, a qual pode danificar os rins, levando à parada em seu funcionamento. Esta situação é conhecida como rabdomiólise. Em tradução livre: “morte da musculatura estriada”.

É muito importante identificar o problema e iniciar o tratamento rapidamente, já que a doença é bastante grave, podendo levar à morte.

Além do exercício físico intenso, outras causas para a rabdomiólise podem acontecer, como:

  • grandes traumas musculares
  • abuso de drogas, especialmente cocaína e heroína
  • alguns tipos de medicamentos usados por longos períodos de tempo
  • infecções virais que acometem os músculos
  • doenças pré-existentes, como alguns tipos de distrofias musculares

O sinal que mais chama atenção para essa situação é a urina escura, que lembra a cor da Coca-Cola, além de desânimo e sensação de cansaço persistente.

Os exames laboratoriais podem demonstrar alterações como presença da proteína mioglobina na urina, elevação da enzima CPK no sangue. Além desses exames – que direcionam ao agravo muscular -, existem anormalidades relativas à redução do funcionamento do rim.

O tratamento visa hidratação – para prevenir problema com o rim e, se houver, deve ser tratado com líquidos intravenosos e, em alguns casos, hemodiálise.

É bom lembrar que a musculação não é um vilão em si e o exercício físico deve ser sempre estimulado, logicamente que de maneira orientada e sem excessos. Uma das premissas para evitar a rabdomiólise é: nos treinamentos de força, procure fazer uma progressão de carga gradual e sempre com orientação de um profissional.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório
Paulo Renato Monteiro da Silva

O médico Paulo Renato Monteiro da Silva, especialista em alergologia e imunologia, fala sobre temas da saúde em alta e sobre como manter hábitos saudáveis