16 de abril de 2024 Atualizado 07:52

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Flash!

O lobo mau e as 3 leis da robótica: isso é só um sopro?

A ideia das leis surgiu para resolver situações conflitantes que exigiam uma escolha difícil perante robôs

Por Fabio Fonçati

16 de abril de 2023, às 10h59

As Três Leis da Robótica foram escritas por Asimov como uma ferramenta narrativa para explorar as possibilidades e os perigos da tecnologia robótica em suas histórias. São elas:

Um robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano sofra algum mal. Um robô deve obedecer às ordens dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei. Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou a Segunda Lei.

A ideia das leis surgiu para resolver situações conflitantes que exigiam uma escolha difícil perante robôs, em 1942. Embora representem um marco na ficção científica, elas se tornam um ponto de referência importante para a discussão do papel da inteligência artificial na sociedade.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Nos últimos anos, à medida que a IA (Inteligência Artificial) se torna cada vez mais avançada e complexa, têm se considerado a possibilidade de implementar uma versão das Três Leis como um meio de garantir que a IA seja segura e benéfica para a humanidade. Alguns críticos argumentam que essas leis são muito simplistas e que a IA pode evoluir além delas, outros argumentam que a implementação das leis pode limitar a capacidade da IA de realizar tarefas úteis e avançar em seu desenvolvimento.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Considerando o exposto, um movimento tenta frear o desenvolvimento da tecnologia, a Itália bloqueia com base na GDPR, a LGPD europeia; nos EUA, o Centro de Inteligência Artificial e Política Digital apresenta uma reclamação na tentativa de impedir a ferramenta e o Departamento de Comércio se prepara para regular a ferramenta; a OpenAI anuncia o lançamento de plugins para o ChatGPT, o que pode transformá-lo na maior plataforma da próxima década. A expectativa é de US$ 98,1 bilhões investidos em IA nos próximos 3 anos.

Para prevalecer uma relação pautada pela confiança, avaliações de segurança rigorosas são fundamentais para uma regulamentação adequada, bem como analisar se há resultados discriminatórios, se os sistemas espalham ou perpetuam a desinformação e se respeitam a privacidade dos indivíduos.

Afinal, diante das diferentes medidas, o contexto histórico deixa claro que, desde sempre, o progresso se impõe.

Fabio Fonçati e João Brunelli

Assinada pelos publicitários Fabio Fonçati e João Brunelli, a coluna fala sobre as transformações da tecnologia e do comportamento humano