02 de março de 2024 Atualizado 12:30

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Carreira & RH

Numa festa, gelo e cuba libre que Maria perdeu o emprego

O modo como você se porta nas confraternizações empresariais pode ter implicações significativas em sua trajetória ao longo do ano

Por Marcos Tonin

10 de dezembro de 2023, às 09h25 • Última atualização em 10 de dezembro de 2023, às 09h29

Chega o final do ano e junto com a chegada do 13º e as luzes festivas, surge a temporada de confraternizações empresariais. Esses eventos que combinam celebração e networking, são mais do que uma simples pausa nas obrigações diárias. Entretanto, o modo como você se porta nessas ocasiões pode ter implicações significativas em sua trajetória profissional ao longo do ano.

Nas confraternizações, as formalidades do escritório dão lugar a uma atmosfera mais descontraída. No entanto, essa mudança de cenário não significa que as regras da etiqueta corporativa devam ser esquecidas. Muito pelo contrário, é nessas situações mais informais que a sutileza do comportamento ganha destaque e que qualquer escorregada pode custar uma promoção, aumento de salário e até mesmo a sua reputação.

O consumo excessivo de álcool é uma das armadilhas mais comuns nas “festas da firma”. Um brinde de celebração pode rapidamente se transformar em uma ponte para o desconforto profissional.

Comportamentos impróprios, falas altas, risadas histéricas e até piadinhas sobre colegas de trabalho ou sobre o chefe podem prejudicar a imagem cuidadosamente construída ao longo do ano.

Além do álcool, o cuidado na construção do networking descontraído e relações sociais devem ser a atenção. As confraternizações proporcionam oportunidades únicas de networking. Ignorar esses momentos de interação pode resultar em uma percepção de desinteresse ou isolamento por parte dos colegas e superiores. O equilíbrio entre ser descontraído e manter a postura profissional é essencial.

Com essa mistura de clima festivo, álcool, amigo secreto e brincadeiras é importante se atentar para o que vai ser postado nas redes sociais. O que acontece nas confraternizações muitas vezes não fica apenas no evento.

Fotos e postagens inapropriadas podem rapidamente se tornar uma mancha indesejada na reputação profissional de qualquer um. Muitas empresas acabam proibindo postagens de qualquer membro da liderança segurando bebidas alcoólicas. Cuidado ao expor você, os colegas e o chefe.

Entenda que o impacto do comportamento inadequado nas confraternizações vai além da ressaca da manhã seguinte. A maneira com a qual o profissional é percebido nessas situações informais pode influenciar decisões sobre promoções, projetos e até mesmo na permanência na empresa.

Em um mundo empresarial cada vez mais competitivo, a etiqueta corporativa vai além dos limites do escritório. As confraternizações empresariais são oportunidades disfarçadas de mostrar quem você é além das tarefas do dia a dia.

Manter o equilíbrio entre se divertir e agir com responsabilidade é a chave para sair desses eventos não apenas ileso, mas fortalecido em sua jornada profissional. Lembre-se, a dança da etiqueta corporativa pode ocorrer em qualquer lugar – até mesmo na pista de dança da “festa da firma”.

Marcos Tonin

Marcos Tonin, especialista na área de gestão e liderança, fala sobre mercado de trabalho em textos quinzenais