28 de novembro de 2020 Atualizado 19:56

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Nova quarentena

Por Da Redação

26 Maio 2020 às 09:23

Em entrevista ao canal Globonews nesta segunda-feira, o governador João Doria revelou que irá prorrogar a quarentena contra o novo coronavírus (Covid-19) no Estado, mas o fará de maneira diferente para cada região paulista. A decisão pela mais recente etapa de isolamento foi tomada pelo governo estadual no início de maio, quando se aguardava justamente uma flexibilização para a volta à rotina. Na avaliação do comitê de saúde do Estado, afrouxar as restrições na época significaria riscos para a evolução dos casos, que, de fato, dispararam.

Prevista para durar até 31 de maio, a quarentena atual entra em sua última semana diante de estatísticas que continuam preocupantes na região. Se quando o Estado prorrogou a quarentena pela terceira vez, no dia 8 de maio, Americana tinha 60 casos de coronavírus, numa evolução que mostrava a circulação lenta do vírus, o que esperar de um cenário em que, nos últimos sete dias, o município teve um aumento de 23 pacientes positivos e hoje soma 94?

A nova quarentena no Estado deverá ter uma característica heterogênea, cobrada por prefeitos de diversas cidades e que, segundo o governo, agora é possível. A ideia, segundo o governador, é passar a avaliar como cada região está sendo afetada pela doença e qual a estrutura que ela possui para dar conta da demanda no sistema de saúde.

Não será espanto nenhum se os municípios da região, como Americana, ficarem de fora da primeira etapa de flexibilização das restrições. Pelo contrário, já que os casos têm crescido com mais intensidade nos últimos dias em meio a uma região problemática. Resta saber, porém, se a nova quarentena funcionará terá poder para segurar a reabertura dos comércios por conta própria ou o isolamento social em decadência. A depender de prefeitos e de uma parcela considerável da população, parece difícil.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.