15 de agosto de 2020 Atualizado 15:58

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

A Cidade É Nossa

Não discou número, mas o telefone foi atendido

Por J. C. Nascimento

16 Maio 2020 às 14:03

Free Lancer fazia caminhada ouvindo noticiário pelo celular quando o noticiário foi interrompido e seu celular passou a chamar o número de um telefone que ele não sabe qual, mas ouviu o sinal da chamada e o atendimento.

A pessoa respondeu alô por três vezes e desligou. Não ficou gravado. Free Lancer não sabe quem foi.

Coisas do modernismo. A faxineira de dona Lucídia contou que seu vizinho lá do bairro recebeu o auxílio emergencial e “investiu” na compra de um celular.

Professor Florindo já não vê jornais da Globo, pela sua linha atual. Fará o mesmo com o Estadão. Jornal não é mais o mesmo, diz ele.

Do Leitor: “Acabou a pandemia do coronavírus? Só se fala das badernas do governo federal se esquecendo das mortes acontecendo”. (Paulo H)

Free Lancer gostou da máscara que viu na internet. Foi desenhado um rosto de pessoa mostrando seu nariz e boca com os dentes. Disse que vai fazer uma igual, pois é bem mais simpática.

6º Domingo de Páscoa. As leituras nos falam que precisamos viver nossas diferenças na igualdade e companheirismo fraterno! Que o Senhor nos ensine! Que sejamos irmãos sempre mais! (Padre Itamar).

Nossos leitores: Décio Bonin; José Antonio Franzin; Décio Fonseca; Marinilze Cia e Jaime Bechedorf; Tania Faé e Mauro Sarri.

Ficamos por aqui. Antes, diz seu Quinzinho que o empresário Cid Marques foi lançado candidato à prefeitura 30/40 dias antes da eleição. Governou a cidade de 60/64. Em sua opinião, um dos melhores prefeitos.

J.C. Nascimento

Coluna assinada pelo jornalista e corretor J.C. Nascimento. Há mais de 40 anos contando causos de Americana por meio de personagens já conhecidos do público.