27 de setembro de 2020 Atualizado 09:27

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Mais zelo

Por Redação

19 ago 2020 às 08:50

A marca de 500 mortes causadas pelo novo coronavírus (Covid-19) nas cidades da RPT (Região do Polo Têxtil), atingida nesta segunda-feira, segundo dados das prefeituras, parece longe de conscientizar uma parte da população que acredita que a vida voltou ao normal. O estágio da pandemia em Americana e região ainda é crítico e preocupante.

Em entrevista ao LIBERAL, a médica infectologista Ártemis Kílaris, que atua o Hospital Unimed, em Americana, alertou para a continuidade das internações, o não arrefecimento das contaminações e para o descaso dos moradores locais com os cuidados para se evitar a propagação do vírus.

Enquanto o número de mortes disparou nas últimas semanas, o que se vê é um relaxamento proporcional das medidas de contenção. Pelas ruas, pessoas circulam tranquilamente sem máscaras, crentes na impunidade de se colocar o outro em risco e diante da incapacidade do poder público de mobilizar a adesão à prevenção. É bem verdade que os critérios de avanço de fase no Plano São Paulo também colaboram para que o município, diante de um cenário de aumento de casos e mortes, seja considerado apto para permitir o funcionamento de bares, restaurantes, academias e o comércio em geral.

Por outro lado, não se vê uma grande melhora por aqui, pelo menos em números. A chance de se infectar com a doença só parece crescer, dada a circulação maior e mais flexível incentivada pela retomada das atividades e pelo menosprezo de parte da população à prevenção. As novas infecções se dão às centenas, diariamente, nos municípios. Até aglomerações em ruas e avenidas já voltaram a ser registradas nas cidades da região, ao arrepio de toda e qualquer recomendação sanitária. O momento continua sendo de consciência e precaução. É preciso evitar as confraternizações sociais e zelar pela própria saúde e de outros.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.