03 de março de 2024 Atualizado 12:06

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

Lições sobre o submarino Titan

Por Paulo Musa

05 de agosto de 2023, às 12h34

O acidente do submarino Titan, da empresa OceanGate, que implodiu em sua terceira viagem matando todos turistas e tripulação a bordo, serve como um lembrete doloroso de que a segurança e seus protocolos devem ser uma prioridade em todas as atividades de alto risco.

Mesmo após o incidente, os processos de segurança ainda devem ser analisados. A investigação, além de analisar os destroços do submersível, deve também envolver todos os aspectos relacionados à operação do submarino, desde as manutenções realizadas e as inspeções feitas na embarcação até a qualificação e o treinamento realizados com a equipe.

Ao realizar esse mapeamento, será possível identificar falhas nos processos e, assim, aplicar medidas corretivas.

📲 Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

Além disso, o acidente serve como um lembrete de que a segurança não é apenas uma responsabilidade das organizações e dos órgãos reguladores, mas também de cada indivíduo envolvido na operação. Todos devem estar cientes dos riscos associados ao seu trabalho.

Vale ressaltar que a lição aprendida deve ser aplicada em todas as indústrias e atividades. É fundamental que as organizações revisem e reavaliem os seus riscos, pois eles são dinâmicos, atualizem seus processos e forneçam treinamentos.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Uma ferramenta essencial para auxiliar nesse processo é a análise de riscos, que permite às empresas e aos organizadores de grandes eventos a identificação, avaliação e a mitigação dos riscos. Ao realizar uma análise completa e abrangente é possível identificar pontos críticos, implementar medidas preventivas e preparar-se para lidar com possíveis emergências.

Esse trágico evento nos mostra como é importante analisar os riscos dos processos e a operação, além de criar uma cultura de segurança. Somente assim poderemos evitar acidentes semelhantes.

Paulo Musa é consultor na ICTS Security, empresa de consultoria e gerenciamento de operações em segurança

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos para o e-mail opiniao@liberal.com.br.