14 de junho de 2024 Atualizado 14:36

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

Justiça restaurada com Paulo Maluf

Por João Tavares

31 de maio de 2023, às 07h29

É conhecido de todos que “Justiça tardia, não é Justiça”. Isto posto, finalmente o STF extinguiu penas da prisão de Paulo Maluf, ex-governador de São Paulo, ex-prefeito da capital paulista por duas vezes e ex-deputado federal. O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), decidiu extinguir penas privativas, considerou que Maluf se enquadrou no indulto natalino concedido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro(PL), pelo indulto presidencial (Decreto 11.302/2022) com o perdão “às pessoas maiores de 70 anos, que tenham cumprido pelo menos um terço da pena”. O ministro reconheceu os documentos apresentados pela defesa de Maluf.

Ficou comprovado que Maluf, atualmente tem 92 anos, atende a uma das exigências objetivas prescritas pelo decreto presidencial. Ele estava em liberdade condicional desde fevereiro de 2022 por decisão do próprio Fachin. O STF, na pessoa do ministro relator, foi muito justo! A extinção da pena teve o parecer favorável da PGR (Procuradoria-Geral da República).

A defesa de Maluf já havia pedido a extinção da pena em outras duas oportunidades, com base em decretos de indulto natalino. Maluf afirmou: “sempre confiei na Justiça” A história fará Justiça a Paulo Maluf, engenheiro e político. Ele foi governador de São Paulo (79-82); prefeito de São Paulo (69-71, 93-96). Candidato à Presidência da República (1985); deputado federal, PP/SP (83-87); 2007-2011; 2011-2015; 2015-2018. Maluf construiu milhares de obras na capital e interior. Como engenheiro disse: “Meus túneis não inundaram, minhas estações do Metrô não ruíram, minhas pontes, viadutos e Minhocão não caíram, meus piscinões funcionam”. Não se anda um quilômetro em São Paulo, sem passar por obras construídas por Paulo Maluf.

João Tavares
Ex-assessor parlamentar

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos para o e-mail opiniao@liberal.com.br.