27 de novembro de 2020 Atualizado 21:53

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Investimento nos trilhos

Por Redação

21 out 2020 às 08:30

Meio de transporte que impulsionou grande parte do desenvolvimento de Americana e região, o trem volta a ganhar certo valor dentre os modais para o deslocamento de passageiros e cargas. O investimento anunciado pelo governo estadual na linha férrea que corta as cidades locais é importante e pode servir de estímulo ao setor.

Segundo o governador João Doria (PSDB), a malha ferroviária em Americana e Sumaré deverá ser duplicada nos próximos anos. Já para o trecho de Nova Odessa, existe um projeto de modernização, que ainda não foi detalhado pelo governo.

A obra faz parte de um pacote de R$ 6 bilhões de investimentos na malha do Estado de São Paulo e abrange 72 municípios. Ela será realizada pela Rumo Logística, concessionária da linha férrea, e é parte de uma duplicação de mais de 100 quilômetros de extensão entre Campinas e Itirapina, que inclui a construção de viadutos, passarelas e outras melhorias de mobilidade urbana nas proximidades da linha férrea.

Em Americana, está prevista a duplicação em 2023, com a inclusão de viadutos, e a modernização em 2024. Nova Odessa terá modernização e investimento para conflitos urbanos em 2024. Neste mesmo ano, terá início a modernização dos trilhos em Sumaré. A duplicação na cidade está prevista para 2025.

A execução das intervenções na linha férrea por aqui pode ajudar ainda em um projeto maior, do Trem Intercidades, que prevê ligar Americana e Campinas a São Paulo. Mas, uma iniciativa deste tamanho inclui, geralmente, burocracias proporcionais, que costumam atrasar qualquer obra.

No papel, a ideia só tende a ser positiva para a comunidade da região, especialmente se colaborar com a implantação do esperado e prometido trem de passageiros. Na prática, ainda é cedo para se comemorar qualquer avanço.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.