26 de fevereiro de 2024 Atualizado 07:51

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

Febre maculosa e informação

A ocorrência de casos de febre maculosa não é uma novidade em Americana

Por Redação

18 de junho de 2023, às 12h33

A ocorrência de casos de febre maculosa não é uma novidade em Americana. Nos últimos anos, o município tem registrado óbitos pela doença transmitida pelo carrapato-estrela. Em 2018, por exemplo, o LIBERAL fez uma ampla cobertura sobre o surto de casos na cidade.

Naquele ano, Americana viveu um cenário gravíssimo da doença: foram 11 pessoas infectadas, das quais nove morreram. Entre os sobreviventes, um garoto de 7 anos – João Miguel, morador do Vale das Nogueiras, que estampou uma capa do jornal rodeado pelos seus super-heróis de brinquedo. Histórias como a do menino, no entanto, são exceções.

Conforme o LIBERAL mostrou na última semana, desde 2018, 80% dos casos de febre maculosa em Americana foram fatais.

Nos últimos dias, a doença se tornou pauta do noticiário nacional por conta de um surto ocorrido em uma fazenda que realiza eventos com milhares de pessoas em Campinas. Mortes já foram confirmadas e há novas suspeitas de infecções sendo investigadas. O episódio gerou uma mobilização regional, que deve levar à adoção de medidas nos 20 municípios da RMC (Região Metropolitana de Campinas).

O combate à febre maculosa não é algo simples. Fala-se no manejo de capivaras nas zonas urbanas. Vistas com frequência em avenidas e margens de rios em Americana, as capivaras não transmitem a doença para seres humanos, mas hospedam o vetor carrapato-estrela. É uma forma indireta de combate à febre, mas depende de autorizações governamentais.

Também se cogita a castração dos animais, o que implicaria na redução da população de capivaras e, consequentemente, de carrapatos infectados.
Além de tais medidas, outra, no entanto, é mais do que necessária: a informação.

Ter consciência dos sintomas da febre maculosa, de como se dá sua contaminação, das áreas de risco, e entender a necessidade de procurar atendimento com urgência salvam vidas. Tanto por parte da população quanto por parte da rede de saúde. O momento é de reacender o alerta e se conscientizar.

O Liberal

Neste blog, você encontra a opinião do Grupo Liberal por meio dos textos editoriais. Há mais de 70 anos, no coração e no espírito, compromisso com a verdade.