19 de abril de 2021 Atualizado 22:39

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Estúdio 52

Remake de ‘Final Fantasy VII’ é muito mais que apenas resgate nostálgico

Jogo da Square Enix é um dos que o PS Plus colocou como gratuito no mês de março para os seus assinantes

Por Luciano Bianco

03 mar 2021 às 16:59 • Última atualização 03 mar 2021 às 17:20

Mais uma vez o Playstation surpreendeu os assinantes do PS Plus ao anunciar, para o mês de março, o Remake do tão aclamado sucesso dos anos 90, o “Final Fantasy VII”. Jogo da Squaresoft (hoje Square Enix), que foi lançado em 1997 e revolucionou o mercado de games, sendo um dos primeiros a inserir os gráficos em 3D, além de transportar o título de RPG da Nintendo para a primeira geração do Playstation.

E, apesar de constar no título como Remake, a Square Enix foi muito além de apenas recriar o jogo para os padrões estéticos dos games de hoje. Uma das diferenças mais significativas é o modo de combate, que não é mais em turno, como era no RPG antigo, e sim uma mescla de ataques dinâmicos com uma lista de golpes especiais que podem ser acionados através de uma lista, desacelerando o jogo enquanto você escolhe qual melhor usar, ou através de comandos pré-definidos pelo usuário, o que dá mais dinamismo e deixa os combates muito mais fluidos.

Além disso, os gráficos, como já era de se esperar, mudaram completamente, dando mais opções de interação e, com grande quantidade de detalhes, enriqueceram tanto o cenário como os personagens apresentados ao longo do jogo.

A princípio, a história é a mesma, pelo menos nessa primeira parte do game lançado, que na teoria é referente às primeiras cinco horas de jogo da versão antiga, mas que, na remodelação feita pela Square Enix, rende fácil ao menos 40 horas de jogo e ainda deixa você na expectativa para os próximos lançamentos.

O jogo se passa em Midgar, onde Cloud Strife, ex-soldier, contatado por uma amiga de infância, Tifa Lockhart, se une à um grupo de ecoterroristas, a Avalanche, para derrubar a Corporação Shinra, uma empresa que suga energia espiritual do planeta e a converte em energia mako para gerar eletricidade aos mais abastados.

Red XIII, Aerith, Cloud, Barret e Tifa – Foto: Divulgação

Diferente da primeira versão, o remake traz grande caracterização dos personagens e, por meio de missões secundárias ou até mesmo ao longo da história principal, conta um pouco de cada um dos membros da Avalanche, grupo ecoterrorista formado por Tifa, Barret Wallace, Jessie Rasberry, Biggs e Wedge, que ao longo do jogo acolhe Cloud para a “família”.

Outro personagem que é bem trabalhado na história é Aerith Gainsborough, última dos Cetra, uma antiga raça com poderes mágicos com o dom de se comunicar com o planeta e que, por isso, é caçada pela Shinra até que, logo no início do game, cruza o caminho de Cloud.

Com isso, o grupo de personagens cujo objetivo é derrubar a megacorporação Shinra, está formado.

Espíritos (alerta de spoiler)

Como não bastava simplesmente resgatar o clássico, a Square Enix acrescentou algo totalmente novo no remake. Ao longo da aventura, você se verá cercado por espíritos-assombrações, que em alguns momentos podem te atrapalhar, mas em outros, ajudar Cloud e seu grupo.

O objetivo desses espíritos passa a ser claro a medida que você vai avançando na história. Para quem conhece o clássico, já sabe como tudo acontece, e apesar de um jogo novo, a história poderia ser a mesma. Não é!

E é nesse momento que os espíritos se tornam interessantes. A obrigação deles é fazer com que você siga o rumo traçado em 1997. Eles funcionam como um mediador, mantendo o equilíbrio no mundo e o destino pré-definido, que seria o encerramento do game como conhecemos, mas os tempos são outros e à medida que você foge um pouco do tradicional, são eles que tentam de trazer de volta para o enredo e atrapalham um pouco seu progresso, assim como atrapalham os inimigos, quando eles passam a buscar alternativas diferentes das consolidadas no game clássico.

Isso passa a impressão de que o game está criando vida própria e, aos poucos, vai te apresentando a um novo jogo que pode surpreender ainda mais o jogador nas próximas edições que estão para sair.

Confira algumas das mudanças gráficas no jogo:

PS Plus

Além do remake de “Final Fantasy VII”, a Sony liberou outros três títulos para os assinantes da Plus.

Remnant: From the Ashes | PS4

Neste jogo de tiro e sobrevivência em terceira pessoa, você joga como um dos últimos seres humanos restantes, tentando retomar um mundo dominado por invasores monstruosos interdimensionais. Aventure-se sozinho ou com até dois outros sobreviventes pelos mundos gerados dinamicamente, procurando por itens e melhorando seu equipamento para aumentar as suas chances de sobreviver, enquanto enfrenta mais de 100 tipos de inimigos e chefes mortais.

Maquette | PS5

Tudo que é pequeno é gigante ao mesmo tempo, neste jogo de puzzle intrigante, inspirado na obra de Escher. Estreando no PlayStation 5 como parte dos jogos PlayStation Plus de março, Maquette coloca você no centro de um mundo onde as regras são bem diferentes das nossas. As soluções dos puzzles pedem que você torça o mundo de maneira recursiva — manipulando o ambiente de um diorama, você vê as mudanças refletidas no mundo de tamanho real à sua volta. Se algum puzzle te derrotar, você pode usar o Game Help do PS5 para dicas de como resolver os puzzles mais difíceis de Maquette.

Farpoint | PS VR

Domine um arsenal para se manter vivo em um mundo alienígena hostil, neste game de tiro de movimentação livre para PS VR. Otimizado para o controle de mira PlayStation VR e totalmente jogável com um controle sem fio DUALSHOCK 4, procure sua estação espacial perdida sozinho ou com um amigo no modo cooperativo online. Troque as ameaças alienígenas por testes de suas habilidades nos modos Versus.

Nota: 5.0 de 5.0

Luciano Bianco

Editor do LIBERAL, está no grupo desde 2006.
Acumula cada vez mais horas com games, fã de séries, filmes e Star Wars (esse último precisa de uma categoria à parte). Vive o eterno dilema de ver mais um episódio ou dormir.

Estúdio 52

Quer saber sobre aquela série que está bombando na internet? Sim, temos. Ou aquele jogo que a loja do seu console vai disponibilizar de graça? Ok. Curte o trivial e precisa dos lançamentos do cinema? Sem problema, é só chegar.