02 de julho de 2020 Atualizado 09:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

A Cidade É Nossa

É um feriadão… Um não, dois

Por J.C. Nascimento

10 jun 2020 às 07:45

Sem curtir um feriado há tempo, Tomógenes se vê próximo de dois. Amanhã e sábado. No meio, dia dos Namorados. É bom demais continuar em casa!
· · ·
Amanhã é Corpus Christi, festa religiosa da igreja Católica que celebra o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo, segundo Madrecita. Sábado, dia do padroeiro Santo Antônio.
· · ·
Já cansado da quarentena, da televisão, dos jornalísticos, doutor Bastião diz que agora não dá para aguentar as brigas do presidente e os que procuram um jeito de tirar o homem.
· · ·
“Vamos ver se um dia eu conseguirei entender as mensagens da igreja. Só falam do passado e do futuro. Nunca do presente, dos problemas pessoais atuais, que é o que me interessa”. (“Uma venda na Beira da Estrada”, de Oswaldo Tognetta).
· · ·
Do leitor: “A Rádio Notícia abriu espaço para candidatos à prefeitura na próxima eleição. Eles se apresentam semanalmente com suas mensagens. Isso é permitido?” (Jairo Albuquerque).
· · ·
Comerciantes da Colina e bairros próximos estão cobrando da prefeitura a retomada da mão dupla no Viaduto Amadeu Elias. Cartazes foram expostos pedindo a volta de mão dupla.
· · ·
Nossas ruas: Dr. Cândido Cruz (Centro) – Nascido em Caxias, Maranhão. Um dos primeiros médicos de Vila Americana, foi subprefeito. Conhecido como o médico dos pobres, manipulava medicamentos oferecendo-os mais baratos à população carente (PM).
· · ·
Ficamos por aqui. Antes, Beppo estranhou ser chamado de vaidoso. Voltou e perguntou o porquê. Enganou seu, eu disse: “Vai, idoso!”.

J.C. Nascimento

Coluna assinada pelo jornalista e corretor J.C. Nascimento. Há mais de 40 anos contando causos de Americana por meio de personagens já conhecidos do público.