13 de agosto de 2020 Atualizado 23:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Desgaste evidente

Por Redação

10 jul 2020 às 08:11

A chegada à presidência de Lula e Dilma Rousseff na primeira década dos anos 2000 ajudou o Partido dos Trabalhadores a galgar espaço no Poder Executivo e se tornar uma das principais siglas do País. Em 2008, por exemplo, as eleições municipais tiveram como resultado o avanço do PT pelas prefeituras, consolidando-o como o de maior domínio municipal.

Quatro anos depois, em novo pleito, o partido, mesmo em meio ao mensalão, espalhava sua abrangência pelas administrações locais.
A operação Lava Jato, entretanto, marcou um período de decadência. O resultado se viu nas urnas em 2016. A sigla perdeu a principal prefeitura do País, São Paulo, e viu sua força política ser dizimada. De 644 prefeitos eleitos em 2012, caiu para 237 nas eleições seguintes.

Minada pela operação, pelo impeachment de Dilma e pela prisão de Lula, o PT viu suas bases locais se esfacelarem. Em nível regional, a fraqueza do partido já o coloca como coadjuvante nas eleições deste ano. Em Americana, a sigla lançou uma ex-vereadora pelo PDT como pré-candidata à prefeitura, mas já cogita integrar chapas de candidatos mais bem posicionados.

Publicada pelo LIBERAL na última quinta-feira, a notícia de que Sumaré não terá candidato próprio a prefeito do PT neste ano evidencia ainda mais as dificuldades da sigla. Desde os anos 80, as eleições no município contavam com um representante do partido na disputa majoritária, tendo, com sucesso, comandado a prefeitura entre 1997 e 2012, com José Antonio Bacchim como vice e prefeito ao longo de quatro mandatos.

O cenário enfrentado pelo PT deve perdurar nestas eleições, um reflexo de uma participação na política que foi rebaixada às páginas policiais. Ao se agarrar a personagens e ideologias de grande rejeição, a legenda mostra que ainda lhe falta muito para voltar a ser uma opção ao eleitor.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.