21 de outubro de 2020 Atualizado 10:28

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Decisão exemplar

Por Redação

15 out 2020 às 08:46

O leitor que acompanha o LIBERAL há algum tempo lembra bem o que se passou há alguns anos na gestão política e administrativa de Americana. Em 2014, uma crise sem precedentes se abateu sobre a cidade durante a derrocada do governo do então prefeito Diego De Nadai, na época, no PSDB.

Naquele ano, a Justiça condenou o então prefeito e seu vice, o médico Seme Calil, à perda do mandato para os quais tinham sido reeleitos em 2012. A cassação se deu após uma ação eleitoral conseguir provar irregularidades na prestação de contas sobre a produção de 75 mil exemplares de uma revista de campanha de Diego.

Com isso, Americana, que já vinha acumulando prejuízos na administração, passou por uma crise inédita por conta da cassação, cujas consequências da má gestão da época são sentidas até hoje. A cassação de Diego no segundo semestre de 2014 fez com que uma nova eleição fosse preparada para definir o novo governo que completaria o mandato. Em poucos meses, a Justiça Eleitoral se mobilizou para um pleito singular na história da cidade, do qual saiu vencedor o empresário Omar Najar (MDB), que encerra sua gestão neste ano.

Para se colocar a casa em ordem houve custo para diversos órgãos públicos, como prefeitura, cujos servidores e contribuintes sentiram isso na pele, com a degradação dos serviços e das finanças públicas, e também a própria Justiça Eleitoral.

Quase seis anos depois das eleições saiu uma decisão positiva diante das irregularidades eleitorais. Na Justiça Federal, uma ação que tramita desde 2017 obteve a condenação de Diego e do vice para que eles banquem o custo da eleição suplementar de 2014, algo em torno de R$ 330 mil à época.

É mais um reflexo dos prejuízos que o governo anterior provocou à comunidade, mas, ao menos, em vias de reparo. Uma punição bastante exemplar.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.