25 de setembro de 2020 Atualizado 22:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Covid nos presídios

Por Redação

28 ago 2020 às 07:50

O ambiente penitenciário já é de risco por si só, em tempos normais, dadas as condições com que funciona no País, com celas superlotadas e precariedade de estrutura. No contexto de uma ameaça sanitária, entretanto, os problemas podem se potencializar se não geridos com extrema cautela.

A pandemia trouxe imensa preocupação nos presídios, em vários aspectos. Por parte dos presos havia o receio de uma contaminação em massa. Apesar de a mobilidade reduzida e o confinamento dos detentos servirem, de certa forma, como um isolamento, a situação ainda era capaz de provocar múltiplas infecções dentro das celas.

Em outro lado, o risco também era sentido pelos trabalhadores dos presídios, agentes penitenciários, responsáveis pela segurança das unidades e dos presos. O medo era de que uma ameaça interna provocada pelo vírus pudesse gerar uma reação dos presidiários. Esse temor foi real logo no início da pandemia, quando algumas unidades registraram ocorrências do tipo.

Em reportagem, o LIBERAL mostrou o cenário das contaminações nos presídios e detenções da região. O maior número de casos se concentra no Centro de Progressão Penitenciária de Hortolândia, onde mais de mil presos já se infectaram.Em Americana, os principais afetados têm sido os servidores. No CDP (Centro de Detenção Provisória), 40 funcionários já se contaminaram e outros dois morreram em decorrência do vírus.

A busca ativa, que o governo diz fazer nas unidades penitenciárias e que o sindicato dos funcionários do sistema prisional alega que se demorou a ter início, precisa ser uma prática recorrente, ainda que custosa, para se identificar e isolar o quanto antes casos com suspeita ou confirmados. Os riscos da expansão do vírus nas prisões são altíssimos. É preciso poupar vidas e manter a segurança nestes lugares.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.