24 de novembro de 2020 Atualizado 14:35

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Artigos de leitores

Como fazer para enxugar o Brasil

Por João Rodella

23 out 2020 às 08:48

De reforma em reforma o Brasil vai tomando a forma desejada. Ser máquina onerosa e burocratizada, com enormes gastos de combustível, é andar na contramão da modernidade. Com democracia depois de lutas e sacrifícios, devemos nos empenhar para ser leve, ágil e servir o dono do poder, o povo.

Com sabedoria e sob critérios racionais, daria para economizar mais. Deveriam ser cortadas algumas nomeações, indicações, apadrinhamentos, assessorias e ministérios.

O dinheiro do povo, para campanhas eleitorais, nunca. Há tantas necessidades que esse “luxo” se torna proibitivo. O povo não deve arcar com essa despesa. Se a contribuição empresarial levava à corrupção e ao encabrestamento, a culpa era do caráter frouxo de muitos.

A necessária e urgentérrima reforma é na política com “P”. Dois deputados por Estado e Distrito Federal, e mais um senador seriam suficientes. Basta mudar o critério de escolha, o coeficiente, a proporcionalidade, não balizando pelo número populacional, mas obedecendo a capacidade econômico financeira do povo sofrido, estabelecendo número mais baixo e limites. A TV mostrou a aberração de município com 770 habitantes e 9 vereadores.

Com tal expediente, mais decoroso e honesto, válido também para Estados e municípios, seriam reduzidos carros oficiais, motoristas, assessores, apartamentos funcionais e viagens pagas pelo erário. Do jeito que está, o povo tem pago caro para o sofrível atendimento que recebe e o Poder Legislativo, Brasil afora, tem apresentado muita quantidade e nem sempre a qualidade desejada.

Tá na hora de reformar desde a base. O povo aplaudiria e ficaria grato para sempre. Amém.

João Rodella, do Espaço Literário Nelly Rocha Galassi

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos, com 1.800 caracteres (já contando os espaços), para o e-mail opiniao@liberal.com.br.