22 de outubro de 2020 Atualizado 17:21

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Clamor pela água

Por Redação

08 out 2020 às 08:01

Pela segunda vez em menos de uma semana, o calor bateu recorde em Americana. Na tarde desta quarta-feira, os termômetros passaram dos 40°C. O calor extremo, que vem de alguns dias e deve durar mais alguns outros, veio acompanhado de um grave problema, que, apesar de ter sido adiantado pela prefeitura, afetou imensamente a vida do americanense.

Na semana passada, o DAE (Departamento de Água e Esgoto) avisou que faria uma operação importante para melhorar a captação de água em Americana. O trabalho complexo exigia que o abastecimento fosse interrompido por cerca de 12 horas na cidade. Encerrado o serviço, o bombeamento seria retomado e a água passaria a voltar aos poucos aos reservatórios e às torneiras das casas em Americana.

O período escolhido para o serviço já demonstrava uma opção bastante complicada por parte da autarquia. Mesmo tendo alertado com certa antecedência sobre a necessidade de economizar por conta do desabastecimento geral provocado pela obra, o DAE já vinha sendo criticado há dias pela incapacidade de gerir a falta d’água em bairros diversos do município.

Mas, nesta terça, durante a interligação da nova conexão, o serviço voltou a falhar. Quando concluído o trabalho, um defeito em uma válvula fez com o bombeamento fosse interrompido novamente, atrasando o esperado retorno da água. De novo, sobraram críticas ao departamento.

O morador deve se perguntar até quando terá as torneiras secas, tendo como justificativas o alto consumo, a realização de obras ou a precariedade do sistema. Para além dos problemas atuais, todo este cenário de abastecimento frágil e falho só evidencia o tamanho da negligência que se abateu sobre o setor nos governos que passaram. Não merece o cargo de prefeito de Americana o gestor que não fizer deste tema uma prioridade. Não é mera cobrança. É um clamor desta cidade.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.