22 de outubro de 2020 Atualizado 11:45

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Cenário de cautela

Por Redação

07 out 2020 às 08:28

Os efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) já dão sinais de arrefecimento em Americana. A tendência de queda nos casos, nas internações e nas mortes pelo vírus que afetou o mundo todo foi confirmada ao LIBERAL pela Vigilância Epidemiológica da cidade.

Segundo o órgão da prefeitura, a expectativa de que isso ocorreria, prevista semanas atrás, começou a se confirmar. Até agora, Americana registrou 5,8 mil casos do novo coronavírus. Ao menos 159 pessoas morreram na cidade em decorrência da infecção pela doença.

Depois de um aumento significativo de casos e mortes ter sido notado nos meses de julho e agosto, Americana viu, em setembro, um avanço mais raso das infecções. Conforme o LIBERAL mostrou no último final de semana, no mês passado, a cidade teve o menor aumento percentual de confirmações e óbitos pela doença desde o início da pandemia. As internações também registraram queda, desocupando grande parte dos leitos reservados ao tratamento da Covid-19 nos hospitais público e particulares.

Enquanto as estatísticas referentes ao coronavírus começam a pintar um cenário mais positivo, o que se vê nas ruas é uma normalização da rotina. Quase sete meses após o início da quarentena, há um evidente cansaço da população, de permanecer isolada. Por mais que a flexibilidade permita que grande parte do cotidiano seja retomado, é ainda imprescindível que atividades dos dias de pré-pandemia sejam retomadas com os cuidados que o momento ainda exige, como o uso de máscara, o contato social reduzido e higienização constante.

Por mais que o cenário seja melhor, o comportamento pouco conhecido do vírus e os relatos de novas ondas em outros países colocam a retomada em um clima ainda de incerteza. A flexibilização avança, mas as precauções não devem desaparecer da rotina da população por ora.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.