16 de abril de 2024 Atualizado 23:01

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

O Caixeiro Viajante

Cassinos no Brasil: bom ou ruim?

Decisão sobre o futuro dos cassinos no Brasil exigirá um equilíbrio cuidadoso entre os benefícios econômicos e as preocupações sociais

Por Oswaldo Nogueira

25 de fevereiro de 2024, às 08h29

A discussão sobre a legalização dos cassinos no Brasil é tão antiga quanto controversa. Observando o panorama internacional, percebemos uma variedade de abordagens e atitudes em relação aos jogos de azar. Nos Estados Unidos, a legislação varia de estado para estado, desde o vibrante cenário de Las Vegas até regiões onde o jogo é considerado imoral, como em Massachusetts e Nova Inglaterra. Em alguns estados, como Utah e Carolina do Sul, as restrições são motivadas por princípios religiosos.

Na Flórida, a permissão para cassinos é ampla, exceto na região de Orlando, onde a Disney exerce sua influência para evitar a concorrência com seus parques. Em Portugal, a entrada em cassinos como o Casino Estoril, próximo a Lisboa, requer uma carteira de acesso. Enquanto turistas estrangeiros têm acesso simplificado, apenas com a apresentação do passaporte, os cidadãos portugueses devem comprovar sua capacidade financeira, por meio da apresentação do Imposto de Renda.

Siga o LIBERAL no Instagram e fique por dentro do noticiário de Americana e região!

Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile possuem cassinos legalizados. Curiosamente, o Brasil teve uma longa história com cassinos até 1946, quando foram proibidos pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra, atendendo uma solicitação de sua esposa.

Cassino – Foto: Foto de Drew Rae no Pexels

Refletindo sobre uma experiência pessoal em Assunção, no Paraguai, lembro-me de um incidente revelador em um hotel. Um apostador frustrado que passara horas em uma máquina caça-níquel sem ganhar nada reclamou com o gerente e foi informado pelo mesmo que as máquinas estavam programadas para não pagar naquela semana, devido à alta demanda de turistas, sugerindo que retornasse na próxima semana, quando as máquinas seriam reprogramadas.

Faça parte do Club Class, um clube de vantagens exclusivo para os assinantes. Confira nossos parceiros!

Em Las Vegas, uma política interessante garante que os caça-níqueis reembolsem os jogadores, sendo obrigatório que 33% do total arrecadado sejam devolvidos, promovendo assim uma experiência de jogo mais justa e transparente.

Diante dessas complexidades, a questão dos cassinos no Brasil permanece polarizadora. Enquanto alguns argumentam que sua legalização poderia impulsionar a economia e o turismo, outros temem os potenciais impactos negativos, como o aumento do vício em jogos de azar e a exploração financeira. Em última análise, a decisão sobre o futuro dos cassinos no Brasil exigirá um equilíbrio cuidadoso entre os benefícios econômicos e as preocupações sociais.

As notícias do LIBERAL sobre Americana e região no seu e-mail, de segunda a sexta

* indica obrigatório
Oswaldo Nogueira

Empresário e ex-vereador de Americana, escreve sobre temas do cotidiano com o objetivo de ser uma fonte de provocação e reflexão para os leitores; coluna quinzenal