26 de Maio de 2020 Atualizado 10:43

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Blog da Eclética - por Jucimara Lima

Baile de Debutantes: Histórias & Lembranças

Atualmente, as festas de 15 anos, voltaram a ser grandes acontecimentos, mas com uma roupagem nova

Por Jucimara Lima

30 abr 2020 às 18:58 • Última atualização 30 abr 2020 às 19:27

As debutantes do Veteranos, no Baile realizado em 27 de setembro de 1986, cujo convidado especial foi Alexandre Frota - Foto: Arquivo Pessoal

Desde o século XVI, o aniversário de 15 anos de uma garota era um momento especial para ela e seus familiares, sentimento que até hoje sobrevive, no entanto, com motivações diferentes.

Quando surgiu na Europa, o Baile de Debutante era uma festa realizada apenas por famílias nobres. Elas faziam a festa para apresentar à sociedade, suas filhas, que teoricamente ao atingir essa idade, se tornavam mulheres, prontas para serem esposas e mães.

As meninas ganhavam o nome de “debutant”, palavra de origem francesa que significa iniciante ou estreante. Apesar das danças realizadas no ápice dos bailes variarem de acordo com os costumes, a valsa se tornou a dança oficial do evento.

Com a fuga de famílias nobres europeias, após a Revolução Francesa, a cultura se espalhou pelos países para onde os imigrantes foram, inclusive no Brasil. Na década de 50, grandes Bailes de Debutantes marcaram a história.

Em nossa região, não foi diferente e icônicas apresentações de jovens à sociedade foram realizadas por alguns entidades reconhecidas como o Lions, em Americana, iniciativas que são lembradas até hoje.

Infelizmente, durante algum tempo, as festas de debutantes foram substituídas por viagens. Entretanto, aos poucos, no início dos anos 2000, foram voltando a cair no gosto das meninas.

Atualmente, as festas de 15 anos, voltaram a ser grandes acontecimentos, mas com uma roupagem nova, variando de acordo com a personalidade da aniversariante, inspirada em temas, sendo alguns bem modernos, outros mais tradicionais e ainda, aqueles que mesclam a tradição com a contemporaneidade.

O mais importante, é que independente do estilo, as festas de 15 anos são um marco na vida de qualquer garota, afinal, não deixa de ser um belo rito de passagem.

Jucimara Lima