23 de abril de 2024 Atualizado 17:35

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

Aviação usada na agricultura

Por Carlos Roberto Bertollo

23 de fevereiro de 2024, às 07h48

Dedico este artigo a todos os apaixonados pela aviação, em especial aos saudosos amigos aviadores e comandantes José Hass de Azevedo e o coronel-aviador Antônio Arthur Braga, da Esquadrilha da Fumaça, bem como ao querido irmão Cláudio Bertollo, aniversariantes do mês de fevereiro.

Em 23 de outubro de 1906, o grande cientista Santos Dumont realizou, na França, o primeiro voo com o aeroplano 14 Bis. Após cinco anos deste magnífico feito, na Alemanha, o agente florestal Alfred Zimmermann teve a ideia de utilizar um aeroplano para a proteção de florestas de pinheiros no seu país.

Em 3 de agosto de 1921, em Troy, nos Estados Unidos, ocorreu o primeiro voo na agricultura. Este voo de campo teve como objetivo realizar pesquisas para a proteção de florestas de catalpa, que eram atacadas por larvas de mariposas.

No Brasil está atividade surgiu em 1947 na cidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Naquele ano, a agricultura sofreu uma grande infestação de gafanhotos que devastavam as plantações. No dia 19 de agosto, o piloto Clóvis Gularte Candiota e o engenheiro agrônomo Antônio Leôncio de Andrade Fontelles, com um biplano muniz M9 de fabricação nacional, decolaram para exterminar esta praga. A data foi denominada o “Dia da Aviação Agrícola” e o piloto Candiota considerado seu patrono.

Naquele mesmo ano, uma infestação de brocas assolava os cafezais paulistas. Milhões de sacas de café foram perdidas por dois anos seguidos. E neste cenário, a grande aviadora paulista Ada Leda Rogato se destacou. Para combater a terrível praga, o Instituto Biológico recebeu um aeroplano Paulistinha, chamado carinhosamente de “Gafanhoto”. E foi com esta aeronave, doada por Francisco Matarazzo Pignatari, que Ada ajudou a exterminar esta praga, se tornando a primeira mulher brasileira e a segunda no mundo a pilotar uma aeronave a serviço da agricultura. 

Carlos Roberto Bertollo
Estudioso da lenda de Ícaro e criador de réplicas de aeronaves

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos para o e-mail opiniao@liberal.com.br.