27 de setembro de 2020 Atualizado 12:26

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

Alerta crescente

Por Da Redação

20 jun 2020 às 08:21 • Última atualização 22 jun 2020 às 08:24

A manutenção de Americana e região na fase que permite a abertura com restri-ções de atividades não essenciais, como os comércios, está longe de significar que os municípios vivem uma situação controlada das infecções do novo coronavírus (Covid-19). Pelo contrário. Nas últimas semanas, como já previam especialistas, o que tem ocorrido é a aceleração dos casos, das confirmações e das internações. Santa Bárbara deu o primeiro exemplo do que pode vir a ocorrer em outras cidades. No município, os números eram vistos como aparentemente sob controle, o que inspirava tranquilidade em parte da população e até um certo deboche da doença.

A estrutura limitada do município para aten-dimento de pacientes em estado grave, entretan-to, fez com que os leitos lotassem rapidamente. Sem vagas, um homem com coronavírus chegou a morrer enquanto esperava pelo atendimento mais complexo, situação que se tornou comum
em grandes cidades no Brasil e mundo afora que tiveram o sistema de saúde afetados pelo vírus.

No restante da RPT (Região do Polo Têxtil), municípios como Americana, Sumaré e Hor-tolândia viram os números de infectados dispa-rarem. A quantidade de confirmações divulgadas em boletins diários pelas prefeituras já começa a ser medida em dígitos maiores. As mortes, antes a conta-gotas, agora são informadas diariamente.

A decisão do governo Doria em manter a região na fase laranja se dá diante de uma iminência de retrocesso. Novamente, a cobrança é para que a população respeite o isolamento, que comercian-tes e outros setores em funcionamento incenti-vem e cobrem medidas de higiene e segurança sanitária e que o poder público local intensifi-que as fiscalizações aos que ignoram a gravidade desta crise. As estatísticas mostram que estamos rumo ao pico desta pandemia por aqui, o que não tende a ser um bom momento para a comunidade.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.