14 de junho de 2024 Atualizado 14:36

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Artigos de leitores

Aceitação sobre as perdas na vida

Por Paulo Hayashi Jr.

11 de julho de 2023, às 09h04 • Última atualização em 11 de julho de 2023, às 09h05

Os espinhos que sempre aparecem em nossa vida não surgem sem as oportunidades de aprendizado e de crescimento com a experiência. Assim como as rosas deixam sempre um certo perfume para quem as tocam, também os espinhos nos presenteiam com as lições práticas que requerem reajustes e melhorias para que possamos ser melhores a cada dia. Podemos tanto ficar paralisados em situações traumatizantes, como proporcionar as fibras internas condições para a superação dos problemas.

Neste sentido, aceitar as perdas e fazer da vivência testemunha de lição de vida é fundamental para que se saia do modo de repetição e até mesmo de reclamação, julgamentos e culpa.

Crescer com a dor não é uma exclusividade do ser humano. Todavia, a imaginação criativa, a reflexão atenta, os propósitos com sentido e a espiritualidade são instrumentos à disposição para ajudá-lo na difícil tarefa de neutralizar as dores.

Mais do que se paralisar no tempo, seguir adiante na sua preservação e de possibilitar a continuidade do desenvolvimento pessoal é essencial para o indivíduo.

Neste sentido, pode ser útil a busca de cada um de nós pela ressignificação da perda e de perceber o evento por meio de outras perspectivas.

O que importa mesmo é o bem-estar, a paz íntima e os resultados finais futuros. Além disso, são justamente estas marcas do tempo e dos eventos que trazem a nossa originalidade, a individualidade e a força.

A superação dos problemas e provações são como legítimos testes de avanço do ser humano rumo a degraus superiores com vistas para a perfectibilidade e beleza maior de Deus. Q

Paulo Hayashi Jr.
Doutor em Administração. Professor e pesquisador da Unicamp

Colaboração

Artigos de opinião enviados pelos leitores do LIBERAL. Para colaborar, envie os textos para o e-mail opiniao@liberal.com.br.