01 de outubro de 2020 Atualizado 12:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Editorial

A pandemia não acabou

Por Redação

09 set 2020 às 08:21

As cenas do último final de semana que apareceram nos jornais e nas redes sociais demonstram, mais uma vez, o tamanho da despreocupação do brasileiro com a pandemia do novo coronavírus, que já matou quase 130 mil pessoas no País.

O feriado de Sete de Setembro ficou marcado pelas imagens de praias lotadas no litoral paulista e no Rio de Janeiro. Em São Paulo, inclusive, o final de semana teve, além de muita aglomeração, mortes por afogamento. Segundo informações oficiais, foram ao menos 11 pessoas que morreram no feriado, uma delas, um morador de Sumaré que visitava o Guarujá.

Enquanto muitos viajaram e se confraternizaram, outros tentaram manter as recomendações de isolamento e distanciamento preconizadas pelas autoridades de saúde. É verdade que as mortes pela doença têm tido queda nas últimas quatro semanas.

Porém, as contaminações ainda continuam em patamares que provocam preocupação. O comportamento da população chega a ser contraditório. Pelas redes sociais, uma charge ironizou o fato de muitos serem contrários a mandar os filhos de volta para as aulas presenciais, mas não verem problemas em confraternizações ou outros tipos de aglomerações.

Após quase seis meses de quarentena, é evidente que há grande parte da população sob estresse e exaustão, ansiosa por retomar a convivência com amigos e familiares, voltar às atividades de rotina e poder planejar o futuro.

Com a migração de fases dentro dos planos do governo, muito já pode ser feito, de acordo com normas de segurança, mas a tranquilidade de que o vírus não é mais uma ameaça ainda não é realidade. Dependerá, muito provavelmente, de vacinas ainda em desenvolvimento. O recado parece óbvio, mas há quem o ignore: o que se viu no fim de semana continua sendo perigoso.

O Liberal

Neste blog você encontra a opinião do Grupo Liberal de Comunicação, por meio dos textos editoriais publicados na edição impressa.