27 de setembro de 2020 Atualizado 11:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

A Cidade É Nossa

A hora e a vez do Arroz

Por J.C. Nascimento

12 set 2020 às 09:54

Nossa, não faz tanto tempo assim que o pessoal reclamava do alto preço verificado nos supermercados. Mas, de repente, o assunto virou mesmo para o “astro” arroz.
· · ·
Ainda bem não se usa mais jogar arroz nos noivos quando do casamento. Aliás, nem mais casamento tem acontecido, diz Caxamba.
· · ·
Tomógenes assistia ao jogo pela televisão, mas pensou em pegar ajuda também do rádio, mas vendo a tv. Observou que o narrador estava atrasado, mas via que tinha boa memória marcando lance por lance.
· · ·
Em outra emissora também esse atraso na jogada. Só mais tarde foi perceber que a diferença do tempo entre a tv e o rádio. Coisas de “novatos”.
· · ·
Continua o golpe do depósito em banco. O “senhor” liga a alguém dizendo que fez um depósito na sua conta, por engano, e se você pode estornar.
· · ·
A pessoa confere a conta e o valor está lá, mas liga para o gerente e fica sabendo que é golpe. A pessoa depositou só envelope vazio na sua conta.
· · ·
Vivo ou morto, o Senhor é o Centro da nossa vida! Que saibamos estar e nos edificar no coração do Senhor Deus! Tenhamos uma humanidade Feliz! (Padre Itamar)
· · ·
Nossos leitores: Paulo de Tarso Nascimento; José Ângelo Pompeo; Dirso Zerbeto Jr, Cidinha Mastrodi; Ordival Rondelli, o China; Zélia Paiuta e Carlos Antonio Muller, aniversário de casamento.
· · ·
Ficamos por aqui. Antes, e o calor, hein? Aguenta aí que está no fim o calorzão. Só até o fim de semana. Depois começa outro calor.

J.C. Nascimento

Coluna assinada pelo jornalista e corretor J.C. Nascimento. Há mais de 40 anos contando causos de Americana por meio de personagens já conhecidos do público.