13 de agosto de 2022 Atualizado 22:03

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Presença Digital

A estrutura de 3 partes que faz um anúncio converter mais

Atualmente, o que mais se encontra na Internet são anúncios de todos os tipos, por isso, saber como estruturar o seu anúncio pode destacá-lo dos demais

Por Ronnye Freitas / Ricardo Forti

20 de junho de 2022, às 08h52 • Última atualização em 24 de junho de 2022, às 14h15

Com a era digital e o boom da Internet, as empresas conseguiram uma conexão mais rápida e prática com seu cliente em potencial, estando a apenas alguns cliques de distância.

Uma das maneiras mais utilizadas no marketing digital para a divulgação de produtos, serviços e/ou marca de uma empresa é através de anúncios, principalmente em redes sociais.

No entanto, devido a sua alta popularidade e taxa de conversão quando feito de maneira correta, o anúncio também costuma ser a opção certeira dos concorrentes.

Isso torna o mercado ainda mais competitivo e chamar a atenção do seu cliente em potencial pode ser um pouco mais difícil, uma vez que ele provavelmente está em meio a uma enxurrada de anúncios.

Por isso, fazer um bom anúncio e, principalmente, bem estruturado, é essencial para se destacar da concorrência e ter uma maior possibilidade de conversão.

Dito isso, veja agora a estrutura de 3 partes que pode ajudar o seu anúncio a converter mais:

Primeira parte: quebrando os padrões

Como dito anteriormente, o seu cliente em potencial já deve estar cercado de diversos anúncios enquanto navega pela internet, por isso é necessário que o seu anúncio quebre os padrões, surpreendendo as expectativas de quem o lê.

A primeira parte precisa chamar a atenção e, dependendo de seu formato, você terá apenas alguns segundos e/ou algumas palavras para fazer isso.

A não ser que este seu anúncio seja rodado no Google, onde a pessoa supostamente pesquisa e procura por ele, o segredo é deixá-lo com menos cara de anúncio possível, principalmente nas redes sociais, pois as pessoas normalmente não estão lá à procura de anúncios.

Uma outra dica é usar imagens “curiosas” em seus anúncios, não apenas textos, pois as pessoas tendem a parar para ver, inicialmente, por causa de uma imagem chamativa.

Segunda parte: gerando interesse

Após chamar a atenção com a primeira parte estruturada do seu anúncio, é hora de instigar ainda mais a curiosidade do seu cliente em potencial.

Para isso, nessa segunda parte, você precisa falar – através de uma promessa, oportunidade, ideia, convite e por aí vai – do que a campanha se trata, mas sem revelar tudo. Provoque a curiosidade do leitor, fazendo-o querer saber mais sobre e, assim, chegar a nossa última parte desta estrutura.

Terceira parte: chamada para a ação

Apesar de ser a parte provavelmente mais sucinta, a chamada para ação – conhecida no marketing digital também como “Call-to-action” ou CTA – é tão importante quanto as outras partes, afinal, é aqui que a mágica acontece.

A parte final desta estrutura tem como objetivo chamar o seu cliente em potencial para tomar uma ação, seja se inscrever na sua landing page ou acessar a sua carta de vendas.

Ele sabe o que precisa fazer, mas, ainda assim, precisa ver o comando para agir, por isso não subestime essa parte.

Geralmente, o CTA vem com um “clique aqui”, mas uma boa dica é usar opções mais modernas – como “toque aqui” ou “aperte aqui” – que se aplicam tanto para o computador quanto para um tablet ou celular.

Não se esqueça, essa estrutura de 3 partes tem como intuito fazer o seu anúncio se destacar entre os demais e chamar a atenção do seu cliente em potencial, pois o que ele mais vai achar por aí são anúncios genéricos.

Ronnye Freitas / Ricardo Forti

Tudo o que você precisa saber sobre como empreender na internet, por Ronnye Freitas e Ricardo Forti, sócios de uma agência de marketing em Americana