22 de julho de 2024 Atualizado 22:34

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Editorial

8/1, um ano depois

Por Redação

08 de janeiro de 2024, às 07h39

Nesta segunda-feira, completa-se um ano do dia em que uma horda de fanáticos tentou incendiar a democracia brasileira. Movidos por um sentimento extremista contra o sistema, uma minoria tentou destruir símbolos da política nacional e a própria Constituição como se estivesse ali promovendo um ato patriótico, que evitaria a catástrofe e salvaria a nação de um mal que estaria por vir. Mal este fabricado nas redes digitais para gerar um medo irracional, eleitoreiro.

Um ano depois, é possível celebrar o fato de que a democracia neste país, em que pese os ataques, se mantém em pé. Não há ameaça comunista, ninguém teve o dinheiro confiscado das poupanças nem direitos tolhidos. Isto não significa que a volta do governo petista tenha sido a solução para os problemas do País e nem que haja entre as fileiras governistas apenas pessoas competentes, bem intencionadas e preocupadas com a nação – infelizmente, a história política brasileira – e a do próprio partido – não nos permite tal sentimento.

Mas não é possível crer que haja uma saída para o Brasil que seja por meio da barbárie vista no 8 de janeiro de 2023. Independente do ponto de vista ideológico, é indefensável que atos do tipo sejam vistos como patrióticos. Há outros nomes para isso: vandalismo, golpe, crime. Merecem a punição nas letras da lei. E há outras formas de se mudar este País, como o voto e o sistema eleitoral, contra o qual, ressalte-se, não há, até então, nada que o coloque sob suspeita ou suscetível a fraudes e interferências externas – apenas especulações e ilações dos derrotados.

Aquele 8 de janeiro é um momento simbólico da já não tão jovem democracia brasileira. Um teste que colocou à prova o que a maior parte dos brasileiros deseja para si. Está claro que a tentativa frustrada de ruptura e a derrocada das intenções golpistas se deram não apenas por força das instituições legais, mas pelo rechace popular a tal intentona. Que tal episódio se mantenha no passado, não se repita e que o Brasil tenha a chance de cuidar de problemas maiores que possui.

O Liberal

Neste blog, você encontra a opinião do Grupo Liberal por meio dos textos editoriais. Há mais de 70 anos, no coração e no espírito, compromisso com a verdade.