14 de setembro de 2021 Atualizado 08:19

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

CORONAVÍRUS

Prefeituras garantem estoque de AstraZeneca para 2ª dose na região

Imunizante está em falta em cidades do Estado e da região de Campinas; Governo recomenda o uso da Pfizer em caso de atraso

Por Pedro Heiderich

14 set 2021 às 08:17 • Última atualização 14 set 2021 às 08:19

Prefeituras disseram que não falta AstraZeneca nos estoques - Foto: Raquel Portugal - FioCruz

As prefeituras da RPT (Região do Polo Têxtil) garantiram nesta segunda-feira (13) que há, no momento, estoque suficiente de vacina contra o coronavírus (Covid-19) da AstraZeneca para a aplicação da segunda dose.

O imunizante da marca está em falta em cidades do estado e Brasil adentro e, por conta disso, a Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo anunciou na sexta-feira (10) que quem estiver com a 2ª dose da AstraZeneca vencida entre os dias 1 e 15 de setembro, poderá se vacinar com Pfizer.

O LIBERAL no seu e-mail: se inscreva na nossa newsletter

A orientação é utilizar Pfizer se for necessário e não houver AstraZeneca para a segunda parte da vacinação.

A reportagem questionou os Executivos da região. Todos responderam que, por enquanto, há doses da AstraZeneca, e a campanha segue normalmente.

Receba as notícias do LIBERAL no WhatsApp

A Prefeitura de Americana respondeu que só vai aplicar a Pfizer em quem tomou a primeira dose da AstraZeneca se não houver imunizante da mesma. Até 22 de agosto, 8.500 pessoas ainda precisavam tomar a segunda dose da AstraZeneca.

As prefeituras de Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré também afirmaram que, se necessário, utilizarão a Pfizer para complementar imunização iniciada com AstraZeneca.

Já as prefeituras de Hortolândia e Nova Odessa não responderam se usariam Pfizer em caso de falta de AstraZeneca.

Publicidade