08 de agosto de 2020 Atualizado 14:38

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

FRAUDE

Operação encontra fraude em bomba de combustível de posto em Americana

Fiscalização feita por fiscais do Ipem, do Procon e policiais civis flagrou bomba cobrando mais do que o abastecido por meio do acionamento de um sistema eletrônico

Por João Colosalle

25 jun 2020 às 12:02 • Última atualização 25 jun 2020 às 18:01

Uma operação na manhã desta quinta-feira (25) fiscaliza ao menos seis postos de combustível em Americana e Santa Bárbara d’Oeste.

A ação reúne policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana, a Gama, o Procon de Americana e o Ipem (Instituto de Pesos e Medidas).

A fiscalização busca descobrir se há irregularidades nas bombas de combustível dos estabelecimentos.

Em ao menos um posto, sem bandeira, localizado na esquina da Avenida Iacanga com a Rua Igaratá, a fiscalização constatou que o volume que era contabilizado em uma das bombas era maior do que o realmente abastecido.

Fiscalização flagra irregularidade em bomba em posto de Americana – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

Para cada 20 litros de fato abastecidos, a bomba constava 1,6 litro a mais na contagem, segundo a fiscalização. Ou seja, o motorista pagava por 1,6 litro que não recebia.

A fraude ocorre, segundo fiscal do Ipem, por meio do acionamento de um sistema eletrônico dentro da bomba, em uma peça chamada pulser, que faz o giro da quantidade que está sendo colocada no tanque do automóvel.

“Até o momento, conseguimos acionar três bicos de combustível e está dando erro de 1,6 litro. Pra se ter uma ideia, para esse sistema, [a margem de tolerância] é de 80 ml. Ela está 20 vezes mais que essa tolerância”, disse o delegado regional do Ipem de Piracicaba, Josias Barbosa.

A fraude ocorreria há menos de um ano. Segundo o delegado regional do Ipem, o posto foi fiscalizado pelo órgão entre junho e julho do ano passado. Na ocasião, não foi encontrada nenhuma irregularidade.

As placas eletrônicas das bombas de combustível com irregularidades deverão passar por perícia, segundo Barbosa. As bombas seriam lacradas e o posto, autuado.

Fiscalização flagra irregularidade em bomba em posto de Americana – Foto: Marcelo Rocha/O Liberal

Caso a perícia aponte irregularidades, o posto pode ser multado em até R$ 1,5 milhão e ter a licença de operação cassada, afirmou o delegado em entrevista.

O LIBERAL esteve no local durante a fiscalização e tentou falar com responsáveis pelo posto de combustível, mas não havia ninguém que pudesse comentar a ação dos fiscais.

Em Americana, são cinco postos fiscalizados. Em Santa Bárbara, um. Até a publicação desta reportagem, a fiscalização, que inclui postos com e sem bandeira, estava em andamento.

Colaborou Marcelo Rocha

Podcast Além da Capa

O mais festejado dos cinco títulos mundiais da seleção brasileira? A resposta é subjetiva, depende da percepção de cada um. Independentemente disso, a conquista da Copa do Mundo de 1970, no México, completa 50 anos sem ter ameaçado seu lugar no Olimpo do futebol. O ambiente de Americana naqueles dias de junho pauta essa edição do Além da Capa. O editor Bruno Moreira conversa com o repórter Rodrigo Alonso, além de contar com a contribuição de convidados.