No Twitter, internautas em defesa de Lula mobilizam debate sobre transferência


A transferência do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da sede da Polícia Federal de Curitiba para o presídio de Tremembé, no interior de São Paulo, ocupa os quatro assuntos mais debatidos no Twitter Brasil. A hashtag mais compartilhada até o momento é a #DefendamLulaUrgente, seguida na lista de tendências da rede social pela #LulaNoPresídio, pela palavra “Tremembé” e por #LulaEmTremembé.

Praticamente todos os parlamentares do PT e do PCdoB que possuem conta no Twitter estão se manifestando em suas redes sobre a transferência de Lula para o presídio de Tremembé. O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), afirma que a defesa tomará todas as medidas necessárias para estabelecer a liberdade plena de Lula e “para assegurar os direitos que lhe são assegurados pela lei e pela Constituição” como ex-presidente da República. Na mesma linha, a líder do PCdoB na Câmara, Jandira Feghali (RJ), afirma que irá, com mais deputados de oposição, ao Supremo. “Não aceitaremos esse arbítrio contra Lula”, afirmou no Twitter.

Jandira também afirmou que o deputado Fábio Trad, do PSD de Mato Grosso do Sul, repudiou a ação da juíza Carolina Lebbos e afirmou que “a direita que bate palmas para isso poderá ser vítima disso no futuro”. A deputada também disse que várias lideranças de centro-direita se manifestaram na Câmara contra a decisão “absurda e vingativa” da Justiça contra Lula. O líder do Podemos, deputado Bacelar, da Bahia, afirmou que está “junto com parlamentares de diversos partidos indo ao STF daqui a pouco. Não aceitaremos esse arbítrio contra Lula”.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi um deles. Em plenário, Maia afirmou que a transferência de Lula para Tremembé “de fato não é uma decisão simples”. “É uma decisão extemporânea. Então, aquilo que a Presidência da Câmara puder acompanhar junto com a bancada do PT, nós estamos à disposição para que o direito do ex-presidente seja garantido.”

As hashtags #LulaNoPresídio e #LulaEmTremembé são alavancadas pelos parlamentares da base do governo. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), afirmou que “Curitiba agradece pela transferência do presidiário Lula. O transtorno causado na vida dos moradores do bairro Santa Cândida foi imenso.” A deputada Carla Zambelli (PSL-SP), por sua vez, disse que é “bem-feito” que Lula vá para Tremembé, afirmando que o ex-presidente “deveria ainda pagar pelo prejuízo que causou na carceragem da Polícia Federal” em Curitiba.

O deputado Coronel Tadeu (PSL-SP) propôs uma enquete em seu Twitter na qual pergunta aos seus seguidores para qual presídio Lula deveria ser transferido. As opções são Presidente Wenceslau, Presidente Bernardes e “para o inferno”.

No Twitter mundial, a hashtag #DefendamLulaUrgente ocupava por volta das 16 horas a oitava posição.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora