27 de maio de 2024 Atualizado 19:00

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

Em Curitiba, Pimentel tem 22,9%, Ducci, 13,1% e Leprevost, 12,8%, mostra Paraná Pesquisas

Por Agência Estado

14 de maio de 2024, às 14h18

Levantamento do Paraná Pesquisas divulgado nesta terça-feira, 14, aponta que o vice-prefeito de Curitiba (PR), Eduardo Pimentel (PSD), lidera as intenções de voto para a escolha do sucessor do prefeito Rafael Greca (PSD) no Executivo municipal, com 22,9%. Ele é seguido pelo deputado federal Luciano Ducci (PSB), com 13,1%, pelo deputado estadual Ney Leprevost, do União Brasil, com 12,8%, e pelo ex-governador Roberto Requião (Mobiliza), com 11%.

O deputado federal e ex-governador Beto Richa (PSDB) tem 8,1% das intenções de voto. Paulo Martins (PL) aparece com 6,5% das menções e o deputado estadual Goura (PDT), com 5,4%.

Cristina Graeml (PMB) tem 2,3%, Luizão Goulart (SD), 1,4%, Zeca Dirceu (PT), 0,8%, Samuel de Mattos (PSTU), 0,4%, e Andrea Caldas (PSOL), 0,1%. Outros 10% dos entrevistados dizem que vão votar branco ou nulo e 5,4% não sabem em quem votar. O cenário é o mais amplo dos testados pelo Paraná Pesquisas, com 12 pré-candidatos.

O Paraná Pesquisas realizou 800 entrevistas presenciais em Curitiba entre os dias 8 e 13 de maio. A margem de erro é de 3,5 pontos porcentuais e o índice de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o número PR-01291/2024. Trata-se da terceira pesquisa realizada pelo instituto sobre a eleição de 2024 em Curitiba. É o primeiro levantamento após a desistência do ex-deputado federal Deltan Dallagnol (Novo) de concorrer a prefeito e também é o primeiro a incluir o nome de Requião, que anunciou a pré-candidatura em abril, como opção aos entrevistados.

O instituto testou ainda um segundo cenário, sem os nomes de Paulo Martins, Cristina Graeml e dos pré-candidatos do cenário principal que pontuaram abaixo do índice de 1% de intenções de votos. Pimentel aparece com 26,4%, Ducci, 14,5%, Leprevost, 14,5%, Richa, 11,6%, Goura, 5,8% e Luizão Goulart, 1,6%. Nesse cenário, 11,6% votariam em branco ou anulariam o voto e 5,8% não souberam ou não quiseram responder.

Potencial de votos dos apoios políticos

O Paraná Pesquisas avaliou o potencial de votos dos pré-candidatos de acordo com os apoios políticos que podem ser conferidos a cada um. O levantamento indica que o apoio mais decisivo ao eleitor curitibano é o do governador do Estado, Ratinho Júnior (PSD). Segundo o instituto, 31,1% dos entrevistados afirmaram que “com certeza votariam” em um pré-candidato indicado pelo governador.

Além disso, 47,3% dos pesquisados dizem que “poderiam votar” em um nome com o aval do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Por outro lado, o apoio político que desperta a maior rejeição entre a amostra é o do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo o levantamento, 61,3% dos entrevistados afirmaram que “jamais votariam” em um pré-candidato sugerido pelo petista.

Índice de rejeição

Os pré-candidatos Beto Richa e Roberto Requião figuram com os maiores índices de rejeição. A pesquisa mostra que 56,3% dos entrevistados não votariam “de jeito nenhum” em Richa, enquanto 41,3% citaram Requião. O deputado federal Zeca Dirceu figura com 17,5% de menções negativas e Luciano Ducci, com 16%. Para 3,1%, não há restrições entre os pré-candidatos e todos são opções de voto, enquanto 7,8% não souberam ou não quiseram responder.

Publicidade