Discurso moderado ajudou a frear queda da popularidade de Bolsonaro, diz deputado


Para o líder do Podemos na Câmara, deputado José Nelto (GO), o presidente Jair Bolsonaro está com discurso mais moderado, o que começa a ter reflexos positivos na sua popularidade. “Ele não respondeu ao discurso do Lula, quando ele deixou a prisão, por exemplo”, disse o deputado à reportagem.

Na avaliação de Nelto, esse é um dos fatores que ajudaram a interromper a queda da popularidade do chefe do Executivo. Pesquisa do Datafolha divulgada neste domingo, 8, mostrou que parte da população voltou a ter uma expectativa positiva em relação à economia. Com isso, a perda de popularidade do governo do presidente Bolsonaro, registrada nos últimos meses, parou de crescer.

“A economia que começou respirar e ele conseguiu uma boa abertura comercial, com a China, o mundo Árabe”, disse o líder do Podemos.

Nelto elenca ainda um terceiro fator. Para ele, os filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) perderam protagonismo nas últimas semanas, o que colabora com a imagem do presidente.

Já o presidente da bancada evangélica na Câmara, deputado Silas Câmara (Republicanos-AM), acredita que a popularidade do presidente Bolsonaro deve crescer, porque, na opinião dele, a economia brasileira deve crescer também. “Brasileiro gosta de economia forte”, disse.

Apesar do comentário, Silas Câmara disse que não acompanhou as pesquisas divulgadas no fim de semana pelo Datafolha que tratavam do assunto.

LIBERAL VIRTUAL Acesse agora