10 de julho de 2020 Atualizado 20:55

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Política

CMO decide seguir com análise de projeto que garante R$ 15 bi ao Congresso

Por Agência Estado

11 mar 2020 às 14:14 • Última atualização 11 mar 2020 às 15:30

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) decidiu seguir com a análise do projeto que entrega ao Congresso o controle de R$ 15 bilhões em emendas indicadas pelo relator do Orçamento. Ao mesmo tempo, o plenário do Congresso Nacional realiza uma sessão para votar vetos presidenciais.

A continuidade da reunião da CMO apesar da sessão em plenário foi autorizada pela presidência do Congresso. Em dezembro, isso já aconteceu quando a comissão votava a Lei Orçamentária Anual. Parlamentares contrários ao projeto que trata sobre as emendas de relator tentam obstruir a sessão para adiar a votação.

A decisão de continuar ocorreu em meio a bate-boca na CMO. A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) fez um discurso acalorado colocando no alvo os parlamentares que se manifestaram contra a proposta. De acordo com ela, é preciso rebater o discurso de que o Congresso estaria “atrás de dinheiro”.

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) afirmou que a colega havia feito um declaração anterior afirmando que não se podia entregar R$ 30 bilhões para um “doido” administrar. “Alguém acha aqui que é no grito que resolvem as coisas?” questionou o parlamentar. “É mentira sua. Você é desonesto, desonesto intelectual”, rebateu Kátia Abreu.