14 de junho de 2024 Atualizado 14:36

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Política

Cármen Lúcia nomeia três mulheres para cargos estratégicos no comando do TSE

Por Agência Estado

04 de junho de 2024, às 19h14

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) e nova presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cármen Lúcia, escalou a delegada da Polícia Federal (PF) Kátia Gonçalves para cuidar da segurança institucional da corte. Ela vai substituir Disney Rossetti, que estava no cargo desde 2020.

Kátia tem uma carreira de 20 anos na PF, onde atuou como corregedora desde 2010. A presidente do TSE também escolheu a professora Roberta Gresta para a direção geral do tribunal e a desembargadora Andréa Pachá para a secretaria-geral.

Desde que a Justiça Eleitoral passou a ser alvo de ataques e campanhas de desinformação, a chefia da Assessoria Especial de Segurança e Inteligência do TSE é tida como um cargo estratégico. Entre as incumbências do posto, estão a proteção dos ministros da corte, o patrimônio do tribunal e as estratégias de segurança institucional e técnica das eleições gerais e municipais.

A ministra foi a primeira mulher na presidência do TSE e a única a ocupar o cargo mais de uma vez. Ela atua no tribunal eleitoral há 16 anos, e seu primeiro mandato à frente do tribunal foi entre 2012 e 2013. A gestão atual, iniciada na última segunda-feira, 3, deve ir até 2026.

Além de Cármen, há apenas uma mulher titular na corte eleitoral, Isabel Galotti. No Supremo, a ministra é a única mulher desde a aposentadoria de Rosa Weber, em outubro de 2023.

Publicidade