13 de junho de 2021 Atualizado 20:24

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Covid-19

Bolsonaro critica governadores e defende fim de medidas de isolamento social

"Já se fala em terceira onda, se vier a terceira onda, temos a quarta, quinta, sexta, infinitas ondas", afirmou o presidente

Por Agência Estado

15 Maio 2021 às 17:37 • Última atualização 15 Maio 2021 às 19:19

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (15) que poderá haver “infinitas ondas” de novos coronavírus e voltou a criticar governadores por adotarem medidas de isolamento social. As práticas são recomendáveis para evitar a disseminação do vírus.

“Já se fala em terceira onda, se vier a terceira onda, temos a quarta, quinta, sexta, infinitas ondas”, afirmou, em discurso a apoiadores em ato na Esplanada dos Ministérios.

“Lamentamos as mortes por covid, bem como as demais mortes no Brasil, mas devemos enfrentar o problema. Não é ficando embaixo da cama ou em casa que vamos solucionar esse problema. Tem uma passagem bíblica que diz: ‘se você for frouxo na hora da angústia, tua força é pequena”.

No evento de hoje, Bolsonaro não usou máscara e promoveu aglomerações de milhares de pessoas, muitas também sem máscaras. Ele confirmou que vai participar, no próximo dia 23, da posse do novo presidente do Equador, Guillermo Lasso, mas disse que antes vai dar um “passeio de motocicleta” no Rio de Janeiro, contrariando recomendações “de 100%” de sua equipe.

“Embarco para o Equador, um país que deu uma guinada à direita. Um presidente eleito democraticamente, que tem princípios e valores muito parecidos com os nossos aqui no Brasil”.

Publicidade