03 de julho de 2020 Atualizado 19:36

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Mundo

Vice do Tribunal na Bolívia renuncia por divergência sobre publicação de apuração

Por Agência Estado

22 out 2019 às 20:19 • Última atualização 22 out 2019 às 21:54

O vice-presidente do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia, Antonio Costas, renunciou nesta terça-feira por supostos “desacordos” com a decisão de suspender a publicação da contagem rápida após a eleição presidencial de domingo. A saída de Costas coloca em situação crítica o órgão eleitoral, que tem sido alvo de denúncias da oposição.

Os oposicionistas acusam o tribunal por suposta fraude em favor do presidente Evo Morales, que busca um quarto mandato. Segundo a carta de renúncia enviada por Costas ao vice-presidente Álvaro García Linera, sua decisão ocorreu por causa da “desatinada decisão da sala plena do tribunal de suspender a publicação de contagens”.

Até o momento, o TSE transmite dois resultados de maneira simultânea: os da contagem rápida – que alcançam 99% dos votos apurados e dão a Morales 46,4% e ao ex-presidente Carlos Mesa, 37,07%; e a contagem final, que tem 93,9% dos votos apurados, dando a Morales 45,48% e a Mesa, 37,95%.

A suspensão da publicação das contagens rápidas entre domingo e segunda-feira desatou tensões e colocou na mina nacional e internacional o trabalho do TSE. Fonte: Associated Press.