15 de junho de 2024 Atualizado 08:42

Notícias em Americana e região

8 de Agosto de 2019 Grupo Liberal Atualizado 13:56
MENU

Publicidade

Compartilhe

Brasil e Mundo

No México, Claudia Sheinbaum propõe diálogo para eventual reforma na Constituição

Por Agência Estado

07 de junho de 2024, às 14h28

Presidente eleita do México, Claudia Sheinbaum se pronunciou na noite desta quinta-feira, 6, sobre uma potencial reforma na Constituição do país, almejada pelo atual líder, seu aliado Andrés Manuel López Obrador. O tema “ainda não está definido”, segundo ela. “Minha posição é que é preciso abrir um diálogo”, comentou a repórteres, em conversa registrada pela imprensa local.

Sheinbaum disse que seria preciso “abrir um diálogo, avaliar a proposta”, e “em seu momento aprovar-se”. Ela afirmou que é preciso explicar bem à população em que consistiriam as mudanças, mas acrescentou que “ninguém será afetado”. Segundo ela, é preciso haver um processo aberto para se conhecer bem a reforma, em um modelo conhecido no país como Parlamento Aberto, no qual o Legislativo mexicano atua para reforçar a transparência de seus debates e decisões.

A presidente eleita também mencionou que provavelmente na segunda-feira (10) deve se reunir com López Obrador. O presidente atual propôs as reformas constitucionais em fevereiro, mas elas não foram aprovadas, e após o resultado forte de seu partido, Morena, dirigentes da sigla disseram que pretendem fazer nova investida no tema, o que desagradou investidores.

As mudanças incluem reforma do Judiciário, como, por exemplo, voto direto para escolha de magistrados, e a redução no número de cadeiras do Parlamento. Também há planos para elevar gastos em pensões e eliminar órgãos reguladores independentes, bem como para reformar o Instituto Nacional Eleitoral e o modo como os partidos são financiados no país.

Publicidade