23 de janeiro de 2021 Atualizado 19:40

8 de Agosto de 2019 Atualizado 13:56
MENU

Compartilhe

Estados Unidos

Mike Pompeo confirma designação de Cuba como Estado patrocinador do terrorismo

País havia sido tirado da lista em 2015, em meio aos esforços de reaproximação feitos pelo ex-presidente Obama

Por Agência Estado

11 jan 2021 às 17:51 • Última atualização 11 jan 2021 às 18:21

O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou nesta segunda-feira, 11, a designação de Cuba como patrocinadora do terrorismo. O país havia sido tirado da lista de apoiadores do terror em 2015, em meio aos esforços do ex-presidente Barack Obama de reaproximação com a ilha socialista.

Em comunicado, Pompeo acusou Havana de alimentar, abrigar e fornecer cuidados médicos a assassinos, fabricantes de bombas e sequestradores.

“A designação de hoje sujeita Cuba a sanções que penalizam pessoas e países que se engajem em certos comércios com Cuba, restringe assistência estrangeira dos EUA, bane vendas e exportações de defesas, e impõe certo controle da exportações de itens de duplo uso”, destaca o chefe da diplomacia americana.

Na nota, o secretário acrescenta que, em 2017, integrantes do Exército de Libertação Nacional (ELN) da Colômbia viajam ao país para supostamente ajudar nas negociações de paz com o governo colombiano. “Cuba rejeitou os pedidos da Colômbia de extradição de 10 líderes da ELN”, lembra.

Pompeo cita ainda a suposta assistência cubana ao governo de Nicolás Maduro, da Venezuela. “O apoio cubano às Farc e ao ELN continua para além das fronteiras do país, e o apoio ao regime de Maduro criou um ambiente permissivo para que terroristas internacionais vivam na Venezuela”, pontuou.

Publicidade